00-banner-club-house-mc-donalds

E lá fui eu, muito corajoso, experimentar o ClubHouse, primeiro lanche da nova linha de lanches do McDonald’s, a Signature. Essa linha tem como principal objetivo oferecer um lanche que reproduzisse a experiência de um autêntico hambúrguer de um food truck, com um tempero especial, carne 100% bovina e ingredientes especiais.

Eu me lembro que na propaganda da televisão, o McDonald’s vendeu o seu “lanche artesanal” disfarçado de lanche de fast food, apenas para enganar os haters. No comercial eles alcançaram o seu objetivo. Porém, o mundo real é bem diferente de uma propaganda televisiva. Por isso existem pessoas como eu, que procuram aventuras como essa. É quase um review de comida, mas… quem não gosta de fazer isso?

Bom, eu gostaria de ser pago por isso. Mas isso é outra história. Enquanto isso não acontece, a brincadeira segue saindo do meu bolso.

Vamos lá.

2016-03-30 13.19.36

O ClubHouse foi adquirido no combo (até porque era hora do almoço), com batatas fritas (médio) e refrigerante (Coca-Cola Zero). Podemos pular sem problemas o refrigerante a batata frita, pois os dois não estão em avaliação aqui (e ambos contam com aquela qualidade que vocês já conhecem). Vamos direto ao que interessa: o ‘lanche artesanal’ do McDonald’s.

Que, de artesanal, não tem muito. Como qualquer outro lanche dessa rede de fast food, ele vem pré-preparado, tal como manda o manual de etiqueta do Ronald McDonald, com o simples objetivo de liberar o lanche mais rápido para o cliente. Se você está com pressa, ótimo. Se você esperava um lanche com maior cuidado no seu preparo, sua decepção começa antes mesmo de receber o produto.

2016-03-30 13.19.45

Não se se é um efeito placebo ou se realmente temos um diferencial relevante no ClubHouse, mas ver essa folha de alface revestindo algumas rodelas de tomate até me animou. Não que eu esteja necessariamente procurando um lanche saudável no McDonald’s, mas ao menos na minha cabeça eu imagino ter visto algo de melhor qualidade, além de ser mais atrativo na sua estética.

Outro aspecto positivo é esse pão tipo brioche, que até que é bonito vendo de longe. Ao menos não tem aquela aparência pálida de um lanche comum. Ou seja, ao menos na aparência, o ClubHouse é diferenciado em alguns aspectos.

2016-03-30 13.23.09

É um lanche alto. E aqui temos uma faca de dois gumes (que não ajuda a cortar esse lanche).

Por um lado, temos dois hambúrgueres e uma considerável quantidade de bacon nesse lanche (aliás, saiba que, por R$ 1, você pode colocar mais molho ou mais bacon), o que é algo sempre bem vindo. Isso quer dizer mais sabor, mais carne a ser mastigada. E todo carnívoro convicto gosta disso.

Por outro lado… lembra do tomate que te falei mais acima? Então… lembre-se dele, do molho especial desse lanche e das cebolas caramelizadas. Ah, e lembre também do pão tipo brioche mais fino que o ideal. Some tudo isso, e você terá um dos lanches mais escorregados do McDonald’s. Mesmo.

Sem falar que em um determinado ponto, algo vai escapar das duas finas camadas de pão, e você ou vai precisar sujar as mãos para não desperdiçar aquela carne toda, ou vai precisar de garfo e faca para terminar de comer o seu lanche.

 

Vale a pena?

CLUBHOUSE_FG-2

O ClubHouse tem pontos positivos e negativos.

O positivo é que a carne está muito bem temporada, sem aquela impressão de ser um hambúrguer congelado. O sabor da carne está realçado, e parece mesmo que tem 100% de carne bovina nesse lanche. É claro que o bacon sempre ajuda, e o pão do tipo brioche tem realmente um paladar bem diferenciado. Sem falar no já mencionado aspecto visual, pois uma bela folha de alface e uma bonita rodela de tomate podem fazer a diferença nesse aspecto.

Já o lado negativo está nos pontos que eu já citei nesse post. O lanche basicamente se desmancha na sua mão, já que as duas camadas de pão são muito pequenas para acondicionar tanta coisa. O molho especial/secreto do lanche não é algo memorável (como foi o McArgentina oferecido durante a Copa do Mundo de 2014 #saudades…), e as cebolas caramelizadas são dispensáveis.

No final das contas, o ClubHouse até que passa de ano, mas tem aquelas falhas que mostram onde e como o McDonald’s precisa melhorar para não perder para o Burger King, para o Habib’s e até para o Zezão Lanches. O que mais peca é que eles vendem esse lanche como ‘artesanal’, e nesse aspecto, de artesanal ele não tem muita coisa. Seria efetivamente artesanal se corrigisse parte dos problemas detectados por mim.

Comeria de novo? Não. Até porque não creio que ele valha tanto os R$ 29,50 cobrados pelo combo.

O ClubHouse é apenas o primeiro da linha de lanches Signature by McDonald’s. Outros lanches dessa série serão apresentados, e esperamos que os futuros lançamentos corrijam ao menos em parte aqueles problemas detectados.

P.S.: a bandeirinha tem escrito no verso “retire antes de comer”. É um ‘belo aviso’. Jamais poderia imaginar que seria uma notícia tão importante. Acho que vou publicar nos jornais. O mundo precisa saber disso.