iphone-5s-5c

Chegou o dia. Chegou a hora. Em menos de 60 minutos, os novos iPhones 5s e 5c começam a ser vendidos no Brasil. Não vou entrar no mérito da questão do “o que você faz com o seu dinheiro é da sua conta”, e nem comparar preços. Não tem mais graça fazer isso. Aliás, não tem graça nem ficar acompanhando fila de pessoas que vão comprar o smartphone. Perde a graça quando o produto custa R$ 3.600.

Eu fui convidado para a festa da operadora Vivo (que é fechada) no Shopping Morumbi. Não fui por uma questão de logística (não consegui sair de Araçatuba para o evento). Mas vejo que, como das últimas vezes, será mais divertido acompanhar tudo aqui de casa mesmo. Comentar nas redes sociais, ver as fotos, os memes, os comentários sarcásticos… e depois escrever sobre isso no TargetHD.

Aliás, foi melhor que eu não fosse para São Paulo hoje. Aconteceu tanta coisa por aqui que eu teria largado o evento para voltar para casa no primeiro ônibus.

De qualquer forma, não fiquei na fila. Não tem mais graça. No Brasil, as coisas deixam de ser engraçadas quando tomam ares de ostentação explícita. E olha que eu fui nos eventos de lançamento do iPad no Brasil. Mas ali, tinha o frescor do novo. No caso dos novos iPhones, não só pela carga de informação envolvida, mas também pelo simples fato que tem muita gente que vai comprar para esfregar na cara do amigo (ou do desafeto).

Ficar na fila perdeu a graça.

Em alguns locais, nem fila vai ter. Será uma coisa mais fria, restrita, sem a festa dos fanboys comemorando que um novo iPhone chegou ao Brasil. Aliás, o Brasil é um país onde os valores se invertem. Aqui, cada lançamento é cada vez mais caro, e não o mesmo preço do modelo anterior. A Apple tem a política deles para o resto do mundo, menos para o Brasil. Mas nem para ficar na fila discutindo isso tem alguma graça.

Vai ser mais divertido ver tudo acontecendo atrás da tela do notebook.

Menos cansativo, menos desgastante, mais barato e mais divertido. Até porque eu quero ver os primeiros compradores dessa relíquia no modo pré-pago/desbloqueado. Nem que seja só para saber quais espécimes corajosas se submeteram à facada.

Nas próximas horas, ficarei por aqui, escrevendo os posts de amanhã, e vendo as atualizações dos amigos (e até mesmo dos blogs especializados, pois esses estarão movimentadíssimos hoje). Qualquer coisa, é só me chamar no @oEduardoMoreira.

A madrugada promete (ser muito divertida)!