SamsungRage

Adoro essas criancinhas recém chegadas no mundo da tecnologia, que amam uma marca, ignoram as outras, e principalmente, não me conhecem.

Recentemente, eu publiquei um vídeo comparativo entre o Sony Xperia SP e o Samsung Galaxy S4 Mini. Primeiro, porque o Galaxy S4 Mini é hoje o meu telefone de uso pessoal. Segundo, porque muita gente queria um comparativo com o Xperia SP. Na verdade, fui um pouco além disso, publicando um comparativo completo no TargetHD.

Para quem me conhece, sabe que a grande vantagem que tenho em ter blogs independentes (sem vínculos com fabricantes ou grandes portais) é que eu posso falar bem ou mal de quem eu quiser, elogiando o que eu acho que merece ser elogiado, e criticando o que merece ser criticado. Eu não tenho preconceito em relação à marcas. Uso produtos de todos os fabricantes. E não tenho essa frescura de “o iOS é imbatível, e o Android é um lixo” ou vice-versa. Aliás, eu insisto em dizer que sou melhor que Android Fanboys ou Apple Fanboys, pois sei mexer muito bem com os dois, e com o Windows Phone.

Aproveito o melhor de cada sistema, de cada produto, pois gosto de tecnologia. Ter preferências por uma ou outra marca, todo mundo tem. Agora, se limitar à isso para dizer que só uma marca presta, e o resto é lixo? Não. Você JAMAIS vai me ver dizendo esse tipo de coisa.

Dito isso, desde o dia que publiquei o review comparativo, muitos estão me acusando de ser “fanboy da Samsung”. Sério, quando eu leio isso, eu tenho vontade de rir, e alto! Ainda mais eu, que já critiquei a Samsung de forma severa (quem viu o meu review do Galaxy Gran Duos sabe do que estou falando).

Amigos, não tem como eu ser fanboy da Samsung. Pelo simples fato da Samsung me ignorar completamente como blogueiro de tecnologia.

Se faço algum review deles, é porque eu quero, e tenho que correr atrás disso. A assessoria de imprensa da Samsung não manda produtos para o TargetHD, não responde e-mails, não me chama para eventos. Sem falar que, com os consumidores, a Samsung Brasil simplesmente “defeca e se locomove” em casos graves de assistência técnica, com produtos devolvidos para o cliente do jeito que chegaram para a assistência, descaso nas área de atendimento, e outros fatores que mostram que a empresa peca e muito no pós-venda.

Logo, não tem como ser fanboy de uma empresa dessas.

Eu uso produtos, não uso marcas. Se uso o Galaxy S4 Mini Duos hoje é porque preciso de um bom smartphone dual-chip, e reconheço que esse modelo é o melhor do mercado. Isso tudo pode mudar a qualquer momento. Aliás, pode mudar no final desse ano, pois estou apaixonado pelo Motorola Moto X, e há tempos que eu cogito o Nokia Lumia 720 como segundo telefone (com Windows Phone, pois acho interessante ter um modelo com o sistema da Microsoft para eventuais testes de aplicativos).

Além disso, para quem ver o vídeo, vai perceber que claramente eu indico do Xperia SP como vencedor do comparativo. Citei sim dois problemas sérios do modelo da Sony, pois eles existem. Mas os fanboys (que normalmente são criancinhas recém integradas ao mundo da tecnologia) acham que eu amo a Samsung, pois critiquei DOIS PONTOS do Xperia SP. E, ainda assim, considerei o modelo da Sony melhor…

… e, mesmo assim, me consideram como fanboy da Samsung.

Na boa: critérios, criançada! Primeiro, cresçam. Depois, analisem tecnologia do jeito que eu faço. Gostar de um produto não quer dizer que outro não possa ser melhor. Aliás, não é nem critério para ser fã de tecnologia. Serve apenas para ser fã de uma marca. E de fanboy, eu estou de saco cheio.

Estamos conversados? Ótimo!

Para ler o comparativo publicado no TargetHD (que tem o vídeo do comparativo), clique aqui.