Pasmem, mas nem Steve Jobs era perfeito. E a ficha de emprego que ele preencheu em 1973 é, talvez, a melhor prova de sua imperfeição.

Aos 18 anos, Jobs procurou emprego em uma empresa não identificada, e por causa disso preencheu uma ficha cheia de erros ortográficos e com as preocupações típicas de um adolescente.

Jobs escreveu seu sobrenome em minúscula (Steven jobs), no endereço deixou apenas ‘reed college’, e afirmou ser estudante de literatura inglesa. Algo preocupante para alguém com tantos erros de ortografia.

 

 

Em ‘acesso a transporte público’, Jobs respondeu ‘possível, mas não provavel’. Sua data de nascimento era apenas ’24 february 1955′, contrariando todas as normas para a escrita das datas em inglês. Também afirmou ter trabalhado na Hewitt-Packard, e ele não tinha telefone.

Quem viu esse formulário na época não deve ter dado nada para Jobs, que no final das contas fundou a Apple e lançando alguns dos produtos mais icônicos da história.

E é por isso que esse pedaço de papel vai custar a partir de US$ 50 mil no leilão que será realizado em 8 de março.

 

+info