Ir ao conteúdo
www.LojaPecasAuto.pt

Flipper Zero, o Tamagotchi dos hackers

Compartilhe

Os geeks mais velhos (meu caso) vão se lembrar do Tamagotchi, que muita gente chamou de bichinho virtual (ou mascote virtual) por aqui. Alguns dos mais novos trombaram com um dispositivo como esse em algum momento durante uma navegação na web ou uma visita ao camelódromo.

Então… o Tamagotchi não morreu. Só se reinventou. Agora, é uma ameaça cibernética em potencial para os mais leigos, se materializando no Flipper Zero que, em uma definição bem simples, é um Tamagotchi para hackers.

 

 

 

Como o Flipper Zero funciona?

 

 

O Flipper Zero tem o mesmo conceito de funcionamento do Tamagotchi: você precisa utilizá-lo de tempos em tempos para mantê-lo vivo. A grande diferença desse produto é que ele tem todos os elementos de hardware necessários para hackear dispositivos alheios em qualquer lugar.

Ele pode hackear desde tomadas inteligentes até portas de estacionamento, passando é claro por dispositivos mais comuns como televisores e aparelhos de ar condicionado. Isso é possível por conta dos transmissões que estão integrados em sua estrutura, sem falar no módulo para dispositivos NFC, que pode ser uma grande ameaça em um mundo que aprendeu a pagar contas através de smartphones, pulseiras e relógios inteligentes.

E, tal e como acontecia com o bichinho virtual, que você precisava alimentá-lo constantemente para deixá-lo feliz…

 

 

 

Tem que hackear muito para deixar o Flipper Zero feliz

 

 

A forma de manter o Flipper Zero vivo e funcional por mais tempo é hacekando coisas. Este não é o tipo de gadget que você compra e deixa no bolso para só utilizá-lo de forma eventual. É preciso colocar o brinquedo para funcionar constantemente. Caso contrário, ele “morre”.

O Flipper Zero possui código aberto e personalizável. Pode ser conectado a um smartphone ou a qualquer outro dispositivo com Bluetooth, além de contar com portas para cartões microSD e USB.

O principal argumento para a existência de um produto como esse é: se você sempre quis ser um hacker e não sabia em como se transformar em um, essa é a sua grande chance.

O Flipper Zero convida o usuário comum à prática da pirataria e do hacking para o uso diário e sem fins maliciosos (tá… sei…), e que para viver esse mundo basta ter um conjunto de habilidades, como para qualquer outra coisa que você decide fazer na vida.

Não dá para dizer que o Flipper Zero não é um sucesso comercial. Ele arrecadou em uma campanha de crowdfunding nada menos que US$ 5 milhões. E, para se ter uma ideia de quantas pessoas estão realmente interessadas em hackear coisas nesse mundo, o valor inicial do projeto era de apenas US$ 60 mil.

Sem comentários. Vai lá hackear as coisas com um Tamagotchi. E não chegue muito perto do meu apartamento.

 

 

 

Via Engadget, Motherboard


Compartilhe
Publicado emGadgets