Compartilhe

As coisas estão mesmo voltando ao normal na China. A pandemia começou lá primeiro. Logo, tem que terminar lá primeiro. E apesar do risco de uma segunda onda de infecções, os chineses tentam dizer ao mundo que o problema do COVID-19 foi resolvido em seu país. E qual é a melhor forma para fazer isso do que iniciando uma mega construção?

Os chineses adoram fazer coisas gigantes. Por exemplo, a ponte mais longa do mundo, a maior muralha do mundo e, agora, querem o estádio de futebol com maior capacidade do planeta. Tá, não vai caber tanta gente quanto a primeira versão do Maracanã (200 mil pessoas), mas será a maior capacidade no momento.

Detalhe: não basta ter o estádio com maior capacidade no planeta. Ele precisa ter o formato de uma gigantesca flor de lótus. Pois é isso que realmente vai chamar a atenção de todos.

 

 

 

Guangzhou vai investir US$ 1.7 bilhão nisso aqui

 

 

O Evergrande é um dos times de futebol da Superliga da China, e anunciou recentemente o projeto da construção do seu novo estádio, que será inaugurado em 2022 (se o coronavirus deixar) e terá uma capacidade total de 100.000 assentos. O estádio só deve entrar em atividades na Copa da Ásia, que acontece em 2023.

O design do estádio foi escolhido entre diferentes propostas ao redor do mundo. Além dos 100 mil assentos, o local vai contar com 168 áreas VIP e 16 áreas ainda mais VIP (VIP VIP, ou Mega VIP).

O estádio não podia receber um nome mais “original” (entenda a minha ironia nas aspas): Flower City. Ele promete ser muito chamativo com a sua iluminação noturna, e já é comparado com o Opera House de Sydney (Austrália) e o Burj Khalifa de Dubai (Emirados Árabes Unidos). O mesmo grupo envolvido na construção desse estádio quer construir outros dois no país, com capacidade para 80 mil pessoas cada.

Tecnicamente, esse será o maior estádio de futebol do mundo em capacidade total nesse momento. Existem vários outros estádios com mais de 100.000 assentos, mas estão dedicados a outras modalidades esportivas ou são arenas para múltiplos esportes. O primeiro a aparecer na lista destinado exclusivamente ao futebol é o Camp Nou de Barcelona, cuja capacidade atual é de 99,354 lugares.

 

 

 

China quer ser o destino dos astros do futebol

 

 

Hoje, o time de Guangzhou disputa suas partidas no estádio de Tianhe, com capacidade para 58.500 assentos. O novo estádio também quer ser um símbolo dos esforços da China em se transformar no novo centro das atenções do futebol mundial.

Nos últimos anos, grandes jogadores da Europa e da América do Sul decidiram encarar a aventura que é jogar no futebol chinês. E esse investimento por parte dos times do país deve resultar em um retorno em estádios lotados ao longo dos próximos anos. Logo, esse gigante tem uma enorme importância comercial antes mesmo de aparecer ao mundo.

O que é inusitado nesse novo estádio chinês não é nem o seu formato de flor de lótus, algo que particularmente acho bonito. É a iniciativa em construir um estádio para 100.000 pessoas, em plena crise econômica mundial, e em um tempo onde a cultura do futebol deixou para trás os estádios com grandes capacidades. A moda agora é ter arenas pequenas, modernas, com um limitado número de assentos e ingressos relativamente caros.

 

 

 

Via Fortune, Sina


Compartilhe