A febre de Fortnite é mais que justificada. É de graça, está disponível em várias plataformas e é altamente viciante. Tão viciante, que se transformou em motivo de divórcio.

O battle royale lançado em setembro de 2017 está causando problemas em relacionamentos de todo o mundo. Um serviço de divórcios do Reino Unido afirma que o jogo já foi mencionado como motivo de fim do relacionamento em pelo menos 200 casos.

Na verdade, outros videogames foram citados como o fim do amor, mas a popularidade de Fortnite é para algumas pessoas a gota d’água que transbordou o copo.

Como é difícil ganhar uma partida em Fortnite no modo ‘todos contra todos’, o jogador acaba investindo muitas horas para ter sucesso no game. E a outra parte tem que ficar esperando, e isso não é legal.

Outro problema está nos elevados investimentos que algumas pessoas fazem para obter as melhores armas, trajes ou elementos para os personagens. A Epic Games faz milhões de dólares nas micro-transações realizadas em Fortnite.

As horas investidas, o desembolso de dinheiro e os problemas de relacionamento não são uma boa combinação. Tais jogos podem ser o que falta para que um casal com problemas acabe se separando.

Logo, jogue com moderação.

 

+info