Compartilhe

Samsung, me ajuda! E me ajuda a te ajudar!

Eu estava com uma viagem marcada para uma cidade vizinha. A minha “sorte” (se é que eu posso falar assim), é que eu decidi que seria mais racional ir de Uber para essa cidade do que de ônibus (chegaria mais rápido e mais descansado com o deslocamento).

Caso contrário, eu não ia escrever sobre o primeiro grande lançamento de 2020 no mundo da tecnologia.

Agora… bem que a Samsung poderia me ajudar não anunciando justamente hoje, 3 de janeiro de 2020 (sério, o ano mal começou…) os muito especulados (e agora oficiais) Samsung Galaxy S10 Lite e Samsung Galaxy Note 10 Lite.

Enquanto eu ainda tenho algum tempo para escrever sobre eles (pego a estrada daqui a pouco), vou dizer um pouco do que penso sobre esses modelos que, de novo, de Lite, só tem no nome.

 

 

A única surpresa foi o anúncio acontecer hoje

Todos os diversos vazamentos publicados nas últimas semanas foram confirmados, ou pelo menos nas principais características técnicas. Não temos surpresas com os modelos, e as especificações técnicas você pode conferir no post que eu escrevi no TargetHD.net sobre os dois lançamentos.

Porém, a Samsung não falou sobre alguns detalhes importantes do Galaxy S10 Lite e do Galaxy Note 10 Lite que podem ou não agregar valor aos dispositivos. Por outro lado, eu acho que os coreanos não revelaram os detalhes que faltam apenas e exclusivamente por um motivo: para ter alguma coisa para falar na CES 2020.

A Samsung não revelou os modelos dos processadores dos dois smartphones, e a única explicação plausível para essa decisão foi dada por mim no parágrafo anterior. Mas podemos dar como certos que o Galaxy S10 Lite recebe o Snapdragon 855 e o Galaxy Note 10 Lite o Exynos 9810.

Também não foram revelados os preços dos dois produtos, o que também é estratégico, tanto para não espantar clientes por antecipação como também para apresentar algo de informação relevante em Las Vegas. Aqui, há quem diga que os valores são entre US$ 599 e US$ 649.

Do mais, o checklist foi em cima dos vazamentos, confirmando design e demais especificações técnicas especuladas. E a Samsung deixa aquele gosto de “de Lite só tem o nome mesmo”, pois qualquer um que entende alguma coisa de tecnologia conclui que estamos diante de dois modelos top de linha com preços mais comedidos por conta de escolhas pontuais no hardware (tipo de tela, modelo de processador, qualidade dos sensores fotográficos, qualidade e capacidade de armazenamento interno, etc).

 

 

Vale a pena? Vai dar certo?

Olhando de longe, é claro que vale a pena. Tanto o Samsung Galaxy S10 Lite como o Samsung Galaxy Note 10 Lite são smartphones de respeito e muito válidos para qualquer ranking de mobilidade. Não vou dizer que seus preços são competitivos, pois não são. Estamos diante de dois smartphones top de linha em todos os conceitos, incluindo o preço, que é o fator mais relevante para a maioria dos usuários na hora de escolher um smartphone para chamar de seu.

Mesmo assim, olhando para o cenário geral, e considerando que os modelos ditos “normais” desses dispositivos custam em torno de US$ 300 a US$ 500 mais caros que as suas respectivas versões Lite, esses lançamentos podem ser uma boa relação custo-benefício para quem busca uma solução mais Premium na Samsung.

Estou curioso para saber quanto vão custar os dois modelos no Brasil, e se os mesmos vão canibalizar as vendas dos modelos mais caros e até mesmo da linha Galaxy S11. Por outro lado, para quem esperava uma forte redução de preços dos telefones da geração anterior, pode esquecer: com os modelos Lite, as versões normais dos dispositivos top de linha lançados em 2019 ficarão com os preços quase inalterados.


Compartilhe