game-boy

Vimos no Moto Z, em alguns modelos da LeTV e recentemente na Apple. O fim dos conectores de 3.5 mm é uma revolução emergente nos smartphones, mas que teve o seu início nos videogames. Mais especificamente, no Game Boy.

Aliás, na telefonia móvel, até a Nokia utilizava uma porta de áudio proprietária, deixando de lado o conector 3.5 mm, mas em um celular. Porém, foi a Nintendo com o Game Boy Advance SP quem primeiro tentou essa manobra.

 

Um console portátil sem fones de ouvido? Em quê estavam pensando?

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-02

 

Foram oito modelos de Game Boyu lançados pela Nintendo antes da chegada do DS. Na ordem cronológica:

– Game Boy (1989 – 1995)
– Play it Loud! (edição especial colorida do Game Boy, 1995)
– Game Boy Pocket (1996 – 2000)
– Game Boy Light (exclusivo no Japão, 1998)
– Game Boy Color (1998 – 2003)
– Game Boy Advance (2001 – 2006)
– Game Boy Advance SP (2003 – 2008)
– Game Boy Micro (2005 – 2008)

Até o Game Boy Advance, todos os modelos receberam o conector para fones de ouvido de 3.5 mm, mas… o que aconteceu com o Advance SP, e por que a Nintendo eliminou o conector.

O motivo foi a mudança de design. Era um console mais compacto, e com pouco espaço para a sua placa. A Nintendo então decidiu sacrificar a porta, e colocar no seu lugar uma saída que exigia o uso de um adaptador para o conector de 3.5 mm.

Pese ao fato de que os fones poderiam ser usados e que o adaptador no começo era algo bem barato, a mudança resultou em inúmeras queixas por parte dos usuários do console. Mas nem tudo foi críticas. Alguns entenderam a decisão, baseado no argumento da falta de espaço.

 

Um futuro sem cabos, mas ainda distante

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-03

 

O Game Boy Micro também não recebeu conectores para fone de ouvido, mas a Nintendo o trouxe de volta no Nintendo DS, no mesmo local que estava outra entrada que seria para os fones específicos que o fabricante lançaria, com conexão proprietária.

 

game-boy-porta-fones-de-ouvido-05

 

No casos dos smartphones, o que motiva o fim dos conectores de 3.5 mm também está no melhor aproveitamento de espaço, para inserir uma bateria maior ou inserir câmeras com mais recursos. Tanto o Moto Z como os novos iPhones são mais finos por conta desse sacrifício do recurso, que em muitos casos não era algo imprescindível, mas sim muito útil.

Jony Ive disse no evento de apresentação do iPhone 7 e iPhone 7 Plus que a Apple acredita em “um futuro sem cabos”. Esse é outro fator que motiva os fabricante a eliminar essa conexão que ainda é frequentemente utilizada.

Porém, produtos como o novo MacBook ou o ASUS ZenBook 3 são computadores ultrafions, com uma ou duas portas de conexões…. e mesmo assim incluem a porta para fones de ouvido.

Então…