fork-2

Nem toda a tecnologia do Universo explica essa ideia. Mais uma vez patrocinada pelos japoneses.

A Universidade de Tóquio, em parceria com o pesquisador Hiromi Nakamura do Laboratório Rekimoto criou um garfo que dá choques na língua do comensal, com o objetivo de estimular o paladar, dispensando assim o uso do sal para essa missão. Ou seja, você pode escolher se vale a pena ter uma pressão alta ou se é melhor você levar um pequeno susto quando for colocar um pedaço de carne na boca.

Aliás, um produto como esse também pode ser usado como ferramenta de persuasão de vegetarianos mais radicais, que tentam induzir os filhos na ideia tola de que carne faz mal. Tudo bem, estou exagerando. Mas esse é apenas um exemplo sobre como pode ser perigoso um item como esse se utilizado por mãos erradas.

fork-3

De qualquer forma, o protótipo se vale da teoria de que, para realçar o sabor, o sal atua como estimulante das papilas gustativas, algo que pequenas doses de eletricidade na língua podem atuar com a mesma eficiência. O conceito é pensado nas pessoas que sofrem de hipertensão, e precisam passar por uma dieta livre de sal.

Eu sei bem como a vida das pessoas desse grupo é sofrida. Minha mãe sofre de hipertensão há quase 40 anos, e não come nada de sal desde que eu nasci. Só não sei se ela ficaria contente em tomar pequenos choques na língua apenas para que a alface tenha mais gosto de alface. Sinceramente…

fork-1

Vamos ser bem sinceros. Olha para a cara dessa pessoa da foto acima.

Quer me dizer que ela está feliz com o almoço dela temperado a choques elétricos?

Eu acho que não.

 

Via NikkeiBP