Hacker derruba rede pública da Coreia do Norte por vingança | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Internet » Hacker derruba rede pública da Coreia do Norte por vingança

Hacker derruba rede pública da Coreia do Norte por vingança

Compartilhe

A vingança nunca é plena. Mata a alma e envenena.

É citando Chaves que começo o post informando que a rede pública de internet da Coreia do Norte ficou inativa por dias, e não por causa do regime ditatorial do país. A culpa é do Fin7, um hacker independente norte-americano que decidiu fazer justiça com as próprias mãos, em um ato de vingança.

Fin7 foi atacado em 2021 por crackers norte-coreanos, em uma ação que não era política. Só tinha o objetivo de explorar falhas presentes nos sistemas norte-americanos. O hacker norte-americano impediu o ataque aos seus sistemas, mas decidiu partir para a vingança em modo Kill Bill.

O governo dos Estados Unidos jura de pé junto que não fez nada para ajudar no contra-ataque do Fin7, mas… vai que, né?

 

 

 

Como o contra-ataque aconteceu?

Fin7 encheu o seu coração de ódio e começou a investigar os sistemas norte-coreanos. Com isso, ele encontrou uma série de vulnerabilidades não corrigidas, o que permitiu o ataque de negação de serviço aos servidores de fornecimento de internet global do país.

Os ataques foram automatizados, com a execução periódica de scripts que verificavam quais eram os sistemas que estavam online para lançar exploits que seriam responsáveis pela eliminação dessas conexões.

Agora, pense no quão espetacular foi uma rede pública de um país inteiro ser derrubada por uma única pessoa.

Por outro lado, a missão do hacker foi facilitada porque a Coreia do Norte só possui sua presença na World Wide Web, contando com poucas páginas de acesso livre, e poucos cidadãos do país contam com acesso à internet. A maioria usa a internet doméstica controlada pelo estado.

Os ataques também deixaram inoperantes alguns sites, impedindo o acesso de estrangeiros a qualquer serviço online alojado na Coreia do Norte.

 

 

 

O que aprendemos com tudo isso?

Que se vingar da Coreia do Norte é algo relativamente fácil, e que não deve criar um impacto muito grande ao governo local. O que mostra toda a insignificância desse país em nossas vidas.

Nada contra os norte-coreanos. Tudo contra o seu sistema ditatorial e corrupto.

Quem sabe se mais hackers no planeta decidirem fazer o mesmo com as redes privadas do país…

Mas… que fique claro: eu não estou dando ideia alguma, tá? Só escrevi isso para ter uma forma de terminar o post de forma inteligente.

Longe de mim começar uma guerra cibernética contra um governo ditatorial que impede a livre expressão dos seus cidadãos.


Compartilhe
@oEduardoMoreira