htc-10-evleaks

Nem chegou ao mercado, mas já é muito especulado. Ele tem até uma guerra própria de vazamentos só dele entre os principais vazadores de tecnologia da internet. O HTC 10 é esperado com muita expectativa por todos, principalmente pela HTC, que basicamente depende dele para definir o seu futuro no mercado mobile.

Não estou exagerando. Depois da empresa anunciar que registrou uma queda de faturamento de 55% em fevereiro de 2016 (em comparação com o mesmo mês de fevereiro de 2015), a situação que já era complicada para eles passa a ser crítica. Só piora quando vemos que a mesma HTC registrou uma queda de faturamento de 35% em comparação com o mês de janeiro de 2016, tradicionalmente um dos mais fracos do ano, depois da desaceleração das vendas natalinas.

Alguns erros pontuais da HTC explicam a situação atual. Para começar, a saída da empresa em mercados considerados pontuais. Eu confesso que não consigo entender até hoje por que a marca decidiu sair do Brasil. Não que o nosso mercado seja lá grande coisa, mas estamos falando do maior mercado da América Latina.

Entendo que a competição aqui era dura demais, com Motorola/Lenovo, LG e Samsung conquistando o consumidor brasuleiro. E aqui entra o segundo motivo para o declínio da HTC: os elevados preços. Seus samartphones, apesar de atraentes (na sua maioria), eram caros demais para competir em um mercado de linha média que cada vez mostrava claramente que não precisava ser caro para ser bom.

Por fim, o HTC One M9 representou um estrago tremendo para a marca da empresa. Um smartphone altamente criticado pelo seu continuísmo no design e problemas técnicos que atrapalhavam a sua experiência de uso. Era tudo o que eles não precisavam em um momento onde a competição no mercado mobile é mais acirrada do que nunca, e não apenas pelas gigantes Apple e Samsung, ou pelos tradicionais fabricantes. Os chineses chegaram com tudo, mostrando um modelo de negócio mais interessante e produtos igualmente atraentes.

Agora, o HTC 10 tem uma missão complicada: ser a tábua de salvação da HTC.

htc-10-onleaks

É um smartphone que não pode errar. Tem que impressionar logo de cara, ter um preço competitivo em relação aos seus rivais, oferecer a experiência de uso que se espera de um modelo top de linha e conquistar o consumidor com a sua proposta e características. Potencial para isso o smartphone possui. Mas é uma tarefa bem difícil, ainda mais após os lançamentos do LG G5 e do Samsung Galaxy S7.

Mas não resta outra saída para a HTC. Ou faz o novo top de linha dar certo, ou pode ser o início do fim para eles no mercado mobile.