Compartilhe

650_1000_3

A aposta dos fabricantes de tecnologia é nos smartwatches, e isso fica cada vez mais evidente a cada mês de 2014. É disparado o segmento que mais cresceu nos últimos 12 meses. E cada vez mais os fabricantes estão entendendo que os usuários não querem usar no pulso gadgets que se distanciem muito dos relógios que eles já usam hoje. Pensando nisso, a Asus apresentou o ZenWatch, com a finalidade de ser o substituto do seu relógio atual.

Se vão conseguir? Não faço ideia. Mas que a ideia aqui é claramente se aproximar ao máximo do relógio tradicional, isso é. A começar do seu formato mais tradicional, com um formato retangular sim, mas com cantos arredondados, e um estilo de design mais para o sóbrio do que para o ousado. Outro sinal claro de seu conservadorismo está nas tradicionais pulseiras de couro (ou de um material que imita o couro), algo muito presente nos relógios.

Também vemos nas imagens promocionais apenas a demonstração de interface que lembra um relógio analógico, e nenhuma imagem com a interface do Android Wear. A impressão que dá é que os fabricantes não querem assustar os usuários com detalhes muito ousados ou diferenciados. Até porque subentende-se que os geeks já sabem que o sistema operacional que esse dispositivo carrega é mesmo o Android Wear.

asus_zenwatch-

Logo, para se aproximar do grande público, a melhor coisa a ser feita é mostrar – mesmo que de forma indireta – que esse dispositivo, apesar de contar com uma boa dose de tecnologia, e vários recursos que podem tornar a sua vida mais funcional, o que realmente importa é mostrar para o maior número de pessoas (inclusive os usuários casuais) é que o produto é TAMBÉM um relógio que pode ser utilizado no pulso. Para SÓ DEPOIS o usuário ir descobrindo, com calma, o que mais esse relógio pode fazer por você.

Pode não ser a melhor estratégia do universo, mas é uma estratégia válida. Ainda mais se levarmos em conta que a Apple ainda não apresentou o seu produto – e quando eles fizerem isso, provavelmente serão o parâmetro a ser seguido. Os fabricantes não sabem direito como apresentarem seus smartwatches, e o que eles fizerem acabam sendo a escolha “mais acertada” no momento.

De qualquer forma, o Asus ZenWatch me agrada, mas ainda me sinto seduzido pelo Moto 360. Ainda bem que falta muito pouco para que o mesmo seja oficialmente apresentado. Porém, não vou desabonar o dispositivo da Asus. Quanto maior o número de alternativas, melhor para todo mundo. O que eu quero é ter o direito de escolher aquele que for o melhor para mim.

E tenho certeza que você também quer isso.

 


Compartilhe