Compartilhe

Lumia735_feat

Os fabricantes de tecnologia apostam que a moda das selfies não será passageira, e lançamentos de smartphones pensados nessa peculiar atividade dos usuários se tornam mais e mais frequentes. A Microsoft quis aproveitar o vasto expertise herdado da Nokia Devices, e lançou o Lumia 730 (e sua variante, Lumia 735), onde o principal apelo para esses modelos é justamente as auto-fotos.

Com um sensor frontal de 5 megapixels (HD wide), é fácil dizer que esse é um dos modelos mais recomendados para você registrar as fotos de você mesmo. Mas não é só isso. A Microsoft não se limitou em colocar um grande sensor frontal nesse smartphone, mas também colocou o modo Wide para permitir que você registre melhor as selfies em grupo (algo semelhante ao que foi implementado ao recém lançado Samsung Galaxy Note 4).

Ou seja, os fabricantes entendem que as pessoas não apenas querem registrar as selfies, mas também querem colocar os seus amigos nessas fotos. Logo, por que não investir na tecnologia que proporcione esses momentos especiais?

Além disso, outro ponto de aposta da Microsoft nesse modelo é a utilização do Skype. Tudo bem que o aplicativo passou a ter uma imagem um tanto quanto duvidosa depois que a gigante de Redmond virou a sua “dona”. Por outro lado, o Skype agora é um recurso integrado ao Windows Phone da Microsoft, e por consequência disso, acaba sendo mais do que natural que eles apostem que os compradores do Lumia 730/735 também se interessem pelas videochamadas no dispositivo.

Bom, não podemos culpá-los por tentar, certo?

Lumia735_Skype

Do mais, estamos diante de um típico modelo Lumia de linha média, com carcaça de policarbonato, uma boa tela de 4.7 polegadas, sensor traseiro de 6.7 megapixels (mais que suficiente para a maioria dos usuários), um processador que é basicamente o mesmo do Lumia 830, e um Windows Phone 8.1 atualizado (Lumia Denim). Sem falar na disponibilidade do dispositivo em duas versões (single SIM 4G e dual SIM 3G).

Os novos Lumia 730 (dual SIM 3G) e Lumia 735 (single SIM 4G) são modelos bem ajustados para se posicionar na linha intermediária do portfólio de smartphones da Microsoft. Como smartphones em si, são dispositivos intermediários e nada mais, onde o grande diferencial é mesmo o sensor frontal, com capacidade e propriedades diferenciadas. A grande questão que fica é: e se a moda das selfies for algo passageiro?

Tudo indica que “não”. As pessoas não param de tirar selfies, e o volume de imagens de auto-retrato enviadas pelas redes sociais só aumenta. Porém, estamos falando do mundo da tecnologia e da internet, onde as tendências mudam muito rapidamente. Até quando as pessoas vão se interessar pelas selfies? E quando a moda acabar, o que será do Lumia 730/735?

Não sabemos. Só o tempo vai dizer. Ao menos a Microsoft está tentando. É o que realmente importa.


Compartilhe