Compartilhe

A Apple, tal e como toda grande empresa de tecnologia, tem como objetivo final o lucro. Mas a última decisão da empresa levanta questionamentos se o lucro pode vir com a tal sustentabilidade. Os futuros smartphones iPhone 12 não contarão com carregador ou fones de ouvido no seu kit de venda, algo que vem sendo especulado nos últimos meses.

Indícios claros que isso iria acontecer puderam ser comprovados quando os novos iPads e Apple Watch Series 6 chegaram ao mercado sem carregadores. E o principal argumento da Apple para essa iniciativa é a sustentabilidade.

Será mesmo?

 

 

 

Green money

 

 

Ao retirar os carregadores do kit de venda dos novos iPhones, o consumidor pode ser obrigado a investir um pouco mais de dinheiro na compra desse item. É normal que um antigo usuário de um smartphone da Apple já conte com um carregador compatível… com os modelos antigos. E esse pode não ser o caso.

O iPhone 12 deve contar com o conector USB-C, e muitos usuários podem ser obrigados a comprar esse item para obter o recurso de recarga rápida e mais eficiente. Só espero que a Apple ao menos forneça o cabo compatível para esse carregador, só para não deixar os usuários mais vendidos nesse cenário.

E no caso dos fones de ouvido, a remoção do mesmo no kit de venda do iPhone tem como objetivo maior estimular ainda mais a venda dos Apple AirPods, fones de ouvido sem fio Bluetooth TWS, que são mais caros e lucrativos para a gigante de Cupertino.

E a cereja do bolo de tudo isso?

Ao retirar todos esses itens do kit de venda, a Apple reduz os custos finais de produção dos novos iPhone 12. E como a empresa tem como costume manter o preço dos produtos, a margem de lucro por unidade vendida do telefone é maior.

Ou seja, é a Apple ganhando o tempo todo. Sim ou sim.

 

 

 

Sustentabilidade? Sei…

 

Não existe almoço grátis ou plantio de árvores que vão brotar do nada.

A Apple está plantando uma estratégia para lucrar ainda mais com um produto que ainda é o seu principal ativo, mas que está registrando quedas nas vendas ano após ano. E de boazinha, ela não tem nada.

O grande problema aqui é que essa estratégia em retirar itens como carregador e fones de ouvido fatalmente será reproduzido por outros fabricantes, já que tem muitas marcas que são “Maria vai com as outras”.

E tudo isso, em nome da “sustentabilidade”.

Conta outra!

 

 

Via MacRumors


Compartilhe