Uma segunda versão do iPhone SE é especulada desde o seu lançamento, em 2016. Até agora, nunca aconteceu. Porém, nunca estivemos tão perto da Apple lançar novamente um iPhone com preço mais acessível, e há quem diga que esse modelo pode chegar ao mercado com o nome iPhone XE.

Os últimos rumores apontam para um modelo menos caro, com bordas reduzidas, reconhecimento facial e tela OLED de 4.8 polegadas. A ideia aqui é entregar um smartphone que não tenha um corpo muito maior que o do iPhone 5S.

E é aqui que vou repetir a pergunta que dá título para esse post: realmente queremos ou precisamos de um iPhone com tela de 4.8 polegadas?

Pensando de forma racional nos números, o iPhone SE já era pequeno para os padrões estabelecidos pelo mercado de telefonia móvel em 2016, mas isso não impediu que ele fosse bem sucedido nas vendas. Se bem que esse sucesso todo é relativo, pois se a Apple entendesse que valia a pena lançar uma segunda versão do iPhone com tela menor, já teria feito isso antes.

 

 

Se vendesse tão bem, o iPhone XE faria algum sentido

 

O iPhone SE tinha a potência de um iPhone 6S em um dispositivo com corpo menor, com a aparência do iPhone 5S. Os dois fatores combinados resultaram em um produto com um preço mais acessível para os padrões da Apple. Agora, se isso faz sentido em 2019 é outra história.

Fato é que, nesse momento, a Apple precisa de um iPhone de “baixo custo”, ou menos caro. Mas alguma coisa falta. Nesse caso, o design compacto que alguns usuários ainda apreciam. A dúvida é se esse grupo de usuários é grande o suficiente para um produto como esse ser relevante em 2019.

O grande problema é que a resposta para o título desse post é: muito provavelmente não. Mesmo assim, levando em conta o efeito nostalgia, se a Apple lançar o iPhone XE com um preço convidativo, ele pode vender muito bem. Mas é pouco provável que a Apple tenha a coragem de quebrar o seu paradigma a esse ponto.