Compartilhe

htc-m8-leak-6-1-1

Chega a perder a graça. Uma das coisas que me motiva a escrever sobre tecnologia na internet é a expectativa que rodeia o lançamento de um novo produto. Especular e imaginar como pode ser um novo smartphone, tablet, notebook, videogame. Ou até mesmo ser pego completamente de surpresa, com uma solução que não imaginava que pudesse aparecer. Porém, os tempos são outros. Hoje, vivemos a velocidade da internet, e a era dos vazamentos.

Por conta disso, eu posso dizer, sem medo de errar, que não há mais muitos segredos sobre o novo HTC One, que será apresentado oficialmente ao mundo no dia 25 de março. Depois de tantas fotos e vídeos vazados na web, esse dispositivo pode entrar para a história como um dos smartphones com mais detalhes revelados antes do seu anúncio oficial na história da tecnologia moderna.

O produto foi tão vazado, e teve tantos detalhes revelados, que a Goophone, fabricante chinesa especializada por “clonar” smartphones de grandes fabricantes, já lançou a sua versão do novo HTC One, com aquele que deve mesmo ser o design final do produto original, mas com especificações com “algumas restrições orçamentárias”.

Duvida? Veja a foto abaixo.

goophone-m8-2

 

Conhecido também como HTC M8, o “The All New HTC One” não vai chegar ao mercado brasileiro de forma oficial. Bom, não nesse momento em que escrevo esse post. Todo mundo sabe que a empresa não possui mais operações no Brasil, mas desde o final da primeira metade de 2013, eu ouço rumores de fontes de Águas de São Pedro (anônimas) que a HTC estaria ao menos estudando o terreno para voltar ao nosso país. Até agora, nada. Logo, nada de novo HTC One por aqui, de forma oficial.

Mesmo assim, podemos dizer que ele é muito parecido com o One original, mas com algumas mudanças pontuais, como a câmera dupla na parte traseira, onde maiores detalhes não são revelados. A ideia é que ambos contem com a tecnologia Ultrapixel da HTC, além de um flash LED duplo, com duas tonalidades, que é uma solução semelhante ao que vimos nas versões mais recentes do iPhone.

Também é especulada uma versão Google Edition do novo HTC One, para a alegria dos mais puristas (ou para aqueles que não suportam interfaces de usuário personalizadas).

De qualquer forma, ficam essas questões: será que os fabricantes estão “bobeando” muito na tentativa de guardar segredos relevantes sobre os seus futuros lançamentos? Ou estariam os fabricantes deixando os produtos “vazarem” de forma proposital, para não só deixar os usuários salivando, mas também os adversários um pouco amedrontados?

Não sei. Imaginava que essa história de “contratos de confidencialidade, sigilo industrial” e derivados fosse algo mais rígido. Se qualquer empresa como a Goophone pode pegar os designs de um produto junto aos fabricantes de acessórios e lançar o seu clone antes mesmo do produto original chegar ao mercado (lembrando que não é a primeira vez que eles fazem isso – vide os casos dos clones do Galaxy S5 e e do iPhone 5c), é sinal que os segredos não são tão bem guardados assim.

E aí, poucas novidades são reservadas para a apresentação oficial do produto. E eu não sei qual é a vantagem que os fabricantes levam com o “anti clímax” criado.


Compartilhe