Compartilhe

Não faz muito tempo que eu escrevi um post que foi um “discutindo a relação” com as pessoas que curtem o som dos teclados virtuais. Particularmente, eu detesto esse tipo de feedback sonoro no meu dia a dia, pois com várias horas ouvindo o som dessas teclas, fico com aquele som insuportável atrapalhando as minhas madrugadas de sono (que já são bem tumultuadas).

Mas não vou ficar julgando quem gosta do feedback sonoro dos teclados virtuais. Na verdade, eu tenho é que dar os parabéns para essas pessoas que alcançaram o nirvana de isolar o barulho das teclas da sua racionalidade e consciência cognitiva. Mas… isso é assunto para aquele post. Se você quer ler a minha opinião completa, é só voltar naquele post.

Agora, tem um site que apresentou uma proposta diferente, que pode até me convencer que realmente vale a pena modificar esse feedback sonoro da digitação, e de uma forma que me convença que vale a pena conviver com isso. É um site que transforma a experiência de digitar em uma espécie de recital de jazz.

 

 

 

Escreva textos que viram canções de jazz, letra por letra

 

 

O sitte JazzKeys é simplesmente genial. Ela propõe algo que já deveria ter sido criado antes para aliviar as tensões de quem fica digitando vários textos por dia (meu caso), que é musicalizar qualquer texto. Cada vez que você pressiona uma tecla, uma nota do piano vai soar. E o resultado é surpreendente a ponto de todos pensarem que você é o novo Ray Charles.

Se você erra a tecla, se você acelera o digitar ou se você faz uma pausa, o site musicaliza o gesto de modo que tudo vai fazer sentido (nos aspectos sonoros), soando como algo muito convincente para você e para as demais pessoas ao seu redor. O JazzKeys é um site que pode ser utilizado apenas para a sua diversão, ou para quem quer testar uma nova mecânica para modificar o processo criativo na hora de escrever um artigo para um site ou uma carta para amigos e familiares, por exemplo.

O site traduz o ato de digitar em música utilizando algoritmos musicais ou canções clássicas. E o melhor de tudo é que, quando você acaba de digitar o seu texto, ainda tem a oportunidade de reproduzir a canção que você acabou de “tocar”. O resultado final será executado de acordo com o ritmo da escrita de cada letra, incluindo as correções, pausas e outras variáveis de produção no texto.

Do lado direito da interface do site aparecem pequenos ícones que permitem a reprodução da canção, além da criação de uma nova obra musical, escolher entre cinco peças diferentes (sobre as quais se baseiam as notas que foram digitadas), ativar ou desativar o modo escuro, e o recurso de compartilhamento da canção composta.

É algo simplesmente genial poder escrever um texto para uma pessoa e enviar o conteúdo desse modo, para que a outra pessoa possa ver como o texto foi escrito, letra por letra, incluindo as correções e, de quebra, com uma trilha sonora que foi criada de acordo com o conteúdo que foi digitado.

Certamente é uma proposta que vai agregar (e muito) à experiência de leitura.

 

 

Acesse | JazzKeys


Compartilhe