Estamos falando do LG V40 ThinQ quando a LG ainda não liberou para testes o LG V35 ThinQ. E nem mesmo o LG G7 ThinQ.

Estranho? Sim. Mas não vou falar sobre isso por enquanto.

Vamos falar do novo. E o novo aponta para várias câmeras.

O novo LG V40 ThinQ tem como principal novidade as suas cinco câmeras. Três sensores na parte traseira, dois sensores na parte frontal. Cada sensor com funções dedicadas para que, com o combinar de suas características, sejam registradas as melhores fotos.

A tendência na aposta em um conjunto de câmeras que oferecem resultados fotográficos melhorados e otimizados é clara. As pessoas estão registrando mais fotos (especialmente selfies, principalmente as selfies com o efeito bokeh), e o conjunto fotográfico é um dos poucos pontos onde os fabricantes de smartphones ainda podem se diferenciar.

Combinando com os recursos de inteligência artificial, outra tendência que 2018 deixou bem claro no mercado de telefonia, não há muito por onde os fabricantes podem se diferenciar uns dos outros.

Quero dizer, ainda tem o design (cuja escolha é subjetiva) e a tela (que pode variar na tecnologia, mas a qualidade sempre pode ser considerada aceitável em diferentes situações).

 

 

Não resta dúvidas que o LG V40 ThinQ é um autêntico top de linha. Por outro lado, quando olhamos para as suas especificações técnicas (processador, GPU, RAM, armazenamento, etc), ele é apenas um ‘mais do mesmo’ dentro dos modelos mais completos.

E isso reforça a minha teoria que, pelo menos por mais algum tempo, os fabricantes terão que apostar em elementos pontuais como o conjunto de câmeras para tentar seduzir o consumidor a voltar os olhares para o seu produto nas vendas de final de ano.

E essa missão fica cada vez mais complicada para qualquer fabricante que apresentar novos produtos a partir de agora. Os principais players já estão com suas propostas no mercado.

De qualquer forma, desejo sorte e sucesso ao LG V40 ThinQ. Não é um smartphone ruim, e suas cinco câmeras são promissoras. Mas pode ser eclipsado em breve com alguma nova proposta de outro fabricante.

Ou por um smartphone com quatro câmeras traseiras.

Não é, Samsung?