Press "Enter" to skip to content
Início » Smartphones » Light Phone 3, o (caro) smartphone minimalista

Light Phone 3, o (caro) smartphone minimalista

Compartilhe

O Light Phone 3 é a terceira geração do celular minimalista da Light, desenhado para pessoas que desejam se desconectar das distrações modernas dos smartphones tradicionais.

Sabe aquele telefone que tem as funcionalidades básicas só para que você possa fingir que não é um viciado em redes sociais, ou para mostrar para os amigos que está em plena desintoxicação da internet? Então, é para isso que ele serve.

Ele continua minimalista, mas tem suas concessões ou se permite a ir um pouco além de ser um telefone completamente burro. Então, vamos entender melhor qual é a ideia por trás do Light Phone 3.

 

O que o Light Phone 3 tem (e não tem)?

Dá para dizer que o Light Phone 3 é menos burro do que poderia ser, e isso não deve ajudar muito para quem quer ficar longe do celular para aproveitar um pouco mais a vida.

A tela OLED substitui a tela e-ink da versão anterior. A vantagem aqui é que a interface do telefone está bem mais fluída, apesar de seguir exibindo tudo em preto e branco, só para que o telefone fique menos atraente para os usuários.

Não conte com uma tela grande neste caso. O Light Phone 3 possui um display de 3.92 polegadas, e você não precisa de muito mais do que isso para fazer e receber ligações.

O modelo recebe uma câmera traseira de 50 MP, e um sensor frontal de 8 MP. Ambos só servem para fotos, chamadas de vídeo e escanear QR Codes, mas você não pode compartilhar ou editar as imagens capturadas pelo telefone.

O dispositivo ainda inclui um botão dedicado para obturador em duas fases, além de um scroll para ajustar o brilho na tela e ativar a lanterna integrada.

Por incrível que pareça, o Light Phone 3 tem mais hardware do que muito smartphone Android de entrada disponível por aí, pois conta com 128 GB de armazenamento, 6 GB de RAM, processador Qualcomm Snapdragon 4 Gen 2, porta USB-C, leitor de digitais e 5G.

Além de tudo isso, recebe chip NFC para pagamentos por aproximação e uma bateria de 1.800 mAh que deve dar conta de um dia inteiro de uso sem maiores problemas.

E o Light Phone 3 oferece recursos de mapas e navegação, player de música e podcasts, mensagens de texto, calendário, anotações, alarme, timer, calculadora e roteador de internet integrado.

A Light é ousada, e pretende integrar serviços como Spotify, Uber e ChatGPT no Light Phone 3. E a única coisa que impede que ele seja um smartphone clássico é não contar com apps de e-mail e redes sociais com feeds infinitos, já que ninguém quer ficar viciado nessas plataformas.

 

Preço e disponibilidade

Para um smartphone considerado burro, o Light Phone 3 até que é bem esperto, e vem recheado de recursos. Pena que o preço cobrado por ele é bem salgado.

Na pré-venda, o Light Phone 3 está custando US$ 399 (aproximadamente R$ 2.141), e as primeiras unidades tem previsão de entrega para janeiro de 2025. O preço cheio é de US$ 799 (aproximadamente R$ 4.287).

Se o Light Phone 3 for um sucesso (o que particularmente eu duvido), seu preço pode ser reduzido devido ao aumento da produção. Lembrando que o Light Phone 2 com tela e-ink ainda está disponível por US$ 299 (aproximadamente R$ 1.604).

DICA FINAL: comprar um Nokia 105 sai bem mais barato e tem o mesmo efeito prático.


Compartilhe
@oEduardoMoreira