Um camarada veio reclamar no Twitter que, um belo dia, o seu amado console Super Nintendo fez ‘pop’… e morreu. Até aí, beleza: estamos falando de um produto com quase 30 anos de vida, e ele ainda estar funcionando é quase um luxo para fãs e colecionadores.

Porém, tem um detalhe: esses consoles mais antigos contavam com um adesivo com o número da assistência técnica da Nintendo (pelo menos nos EUA). Apenas pela curiosidade, ele decidiu ligar para o número, e teve uma grata surpresa.

 

 

Uma senhora atendeu, como se o tempo jamais tivesse passado, e por 10 minutos eles conversaram, na tentativa de resolver o problema do console.

Depois de ser atendido, o rapaz afirmou: “diziam que o serviço de atendimento ao cliente da Nintendo era bom, mas isso aqui já é ridículo!”

Infelizmente, não haviam mais peças de reparação para o console. Mas como ele é um expert no assunto, não teve dúvidas em abrir o SNES para fazer o conserto ele mesmo.

Um final feliz para uma história incrível, que certamente confirma o mito que os números de assistência técnica do passado seguem funcionando.

Para ler a saga do rapaz na íntegra, clique aqui.