Mais perigoso que usar o celular enquanto dirige Press "Enter" to skip to content
Início » Wearables » Mais perigoso que usar o celular enquanto dirige

Mais perigoso que usar o celular enquanto dirige

Compartilhe

Ter um relógio inteligente é algo muito legal. Você controla melhor a sua saúde, quantifica os exercícios físicos e recebe as notificações do smartphone de forma direta. Porém, ele pode ser muito mais perigoso que o celular quando você está no volante.

O correto seria dirigir sem distrações, mas a tecnologia ao nosso redor pode fazer com que o seu olhar saia do foco da estrada o tempo todo. E é importante deixar esse alerta para os usuários conectados para, quem sabe, promover uma mudança de hábito com o passar do tempo.

 

 

 

Os problemas que o smartwatch podem causar enquanto você dirige

Um estudo realizado pela HEC Montréal Tech3Lab mostra quais são os efeitos colaterais do uso do relógio inteligente nos motoristas, e os resultados lançam um alerta sobre como esses usuários precisam mudar o seu comportamento ao utilizar o dispositivo durante a condução de um veículo.

Um dos resultados apresentados pelo estudo é que os usuários de smartwatches estão mais propensos a sofrer de uma diminuição da capacidade de condução do veículo como um todo, além de contarem com um menor tempo de resposta ou reação diante de um problema.

E eu nem preciso dizer que os dois elementos combinados resultam em um aumento considerável nas chances de um acidente durante a condução do carro.

O estudo comparou os efeitos do envio de mensagens de texto ou voz e a reação a essas notificações dos motoristas, comparando esse comportamento quando tais eventos ocorrem no smartphone e no smartwatch.

Pelo menos 31 motoristas foram testados, com a análise de pelo menos quatro situações possíveis. Os motoristas eram obrigados a responder aos alertas recebidos no celular, no relógio inteligente e no alto-falante com assistente de voz para as mensagens de voz ou chamadas, além das mensagens de texto nas telas dos dispositivos.

O resultado do experimento mostrou que os relógios inteligentes distraem mais os motoristas que os smartphones, enquanto que os assistentes de voz são os dispositivos que menos atrapalham na concentração durante a condução do veículo, o que torna este último método o mais seguro enquanto estamos dirigindo.

 

 

 

Foco e concentração na vida é fundamental

Como disse no começo deste artigo, estamos cercados de tecnologia por todos os lados. Notificações e telas fazem parte do nosso cotidiano e, a essa altura do campeonato, é praticamente impossível remover todos esses recursos de nossas vidas.

Por outro lado, é possível estabelecer um controle da influência dessa tecnologia em nossas vidas, estabelecendo horários e limites para o seu uso.

No caso dos relógios inteligentes (e, por que não, nos smartphones também), tirar o relógio do pulso ao dirigir pode ser uma ótima ideia para reduzir as distrações durante a condução do veículo. Vou além: é algo prudente para proteger a si e aos demais que estão ao seu redor.

Vale a pena repensar esses conceitos de uso dos recursos conectados enquanto você dirige o seu carro. Até entendo que, em determinadas situações, precisamos da tela ligada (como no uso do GPS, por exemplo).

Mesmo assim, podemos controlar esse uso e evitar as distrações.

Certo?


Compartilhe