O que você diria se eu contasse para você que Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, teve chances enormes de acabar como atendente do McDonald’s se tivesse seguido os conselhos do seu pai?

Nem sempre os pais sabem o que é melhor para o nosso futuro, porque muitos pais não conseguem ver o real talento que os seus filhos possuem. Muitos pais projetam nos filhos os seus sonhos que não foram concretizados ao longo da vida, e tal projeção pode resultar em um futuro infeliz para o filho também.

Pois bem, a família Zuckerberg é de classe média-alta. Por isso, teve condições de oferecer ao seu primogênito Mark um adiantamento financeiro para iniciar a sua própria franquia de fast food.

Já Mark tinha outros planos aos 19 anos de vida. Um dos seus diversos projetos criados na residência para estudantes de Harvard acabou se transformando em uma coisa que pelo menos 2/7 das pessoas do planeta usam todos os dias: o Facebook, um verdadeiro gigante da era digital, que vale quase US$ 500 bilhões.

 

 

Um dos segredos mais divertidos de Mark Zuckerberg?

Quem revelou que Mark poderia ser dono de um fast food no estilo McDonald’s foi a sua irmã Randi, que trabalhou no Facebook por vários anos, antes de fundar a sua própria companhia audiovisual, e que a oferta do seu pai apareceu antes dos dois irem para a universidade, onde ele investiria em uma franquia para os dois dirigirem.

Quando Randi contou sobre os primeiros passos do Facebook, os pais de Zuckerberg ficaram céticos, e insistiram que ele deveria ter investido na franquia do McDonald’s para montar o seu próprio negócio. Mas incentivou Mark a seguir em frente, pois a rede social poderia ser uma boa segunda opção.

E foi uma opção tão boa, que Zuckerberg tem 35 anos hoje, e uma fortuna avaliada em mais de US$ 60 bilhões. Provavelmente nenhum pai na história da humanidade está mais agradecido pelo seu filho não seguir os seus conselhos.

 

Via CNN