Eu confesso que eu estou com medo.

Boa parte da minha vida está no meu notebook (hoje, um Dell Latitude E5250). Apesar dos meus arquivos pessoais mais importantes estarem devidamente sincronizados com a nuvem (obrigado, Google Drive, pela graça alcançada), alguns dos meus arquivos de música e vídeos não estão com um backup.

E eu posso perder horas e dias de downloads… por causa da Microsoft.

Mais uma vez, a gigante de Redmond libera uma atualização para o Windows que resulta em problemas sérios para os usuários. E tal comportamento parece ser um mal histórico para a Microsoft.

Eu me lembro em como foi problemática a transição do Windows 3.11 para o Windows 95. Foi nessa versão que eu descobri a importância dos drivers de periféricos. No Windows 98, a mesma coisa. No Windows 2000 (nem gosto de me lembrar dessa porcaria), idem.

No Windows Vista (nem gosto de me lembrar, pois para mim ele é um malware em forma de sistema operacional), também apareceram problemas pontuais nas atualizações.

E agora, no Windows 10, a última versão (Windows 10 October 2018 Update), uma problema de software está resultando na remoção de todos os arquivos de usuário, sem qualquer tipo de aviso prévio ou discriminação por parte do software.

Ou seja, não importa se é o contrato novo de parceria com um anunciante ou a pornografia nova de cada dia. A atualização vai apagar tudo, e deixar o seu computador como novo.

Não que você não queira isso de tempos em tempos, mas ao menos você quer se preparar para essa faxina.

Muitos usuários denunciaram o problema na internet, e a Microsoft decidiu suspender a liberação dessa atualização. Porém, ontem (9), um novo alerta de update para o October 2018 foi enviado para a minha máquina. E justamente ontem veio a notícia que a Microsoft tinha resolvido o problema e liberado o software corrigido para os usuários.

 

 

Como eu não sei se a tentativa de update que chegou até o meu notebook é a corrigida ou problemática, eu suspendi as atualizações até o dia 13 de novembro de 2018, e eu recomendo que você faça o mesmo.

Aliás, recomendo também que, se você tem dados muito importantes no seu computador, não se arrisque em ser um early adopter. Espere pelo menos um mês antes de atualizar o equipamento, até para observar se outros usuários detectaram problemas sérios com a nova versão.

Meu notebook é a minha ferramenta de trabalho. É o que eu uso para ganhar dinheiro. E não posso arriscar perder tudo por conta de uma falha na atualização do sistema operacional, por mais que eu conte com o que é mais importante com um backup na nuvem.

Prevenir é sempre melhor que remediar. E eu não tenho essa pressa toda.

Por isso, volto a perguntar: posso atualizar o Windows 10 com segurança, Microsoft? Você promete que vai dar tudo certo?

Pelo sim, pelo não, vou esperar mais um pouco.