Compartilhe

Eu adoro fazer o meu trabalho, especialmente quando ele está diretamente relacionado com os corais. Em vários dos grupos de canto coral que eu participei, eu ajudei nas tarefas de divulgação e imprensa, e isso me deu experiência no assunto. Hoje, aqui em Florianópolis (SC), eu consigo trabalhar com isso em pelo menos dois de três dos corais que participo.

Ontem (3), na condição de responsável pela parte de imprensa do Polyphonia Khoros e acompanhado do maestro do coral, Per Ekedahl, participei de uma entrevista na rádio CBN Diário de Florianópolis para falar sobre o concerto “Canções da Disney”, que o coral vai executar no dia 6 de junho de 2019, às 20h, no Teatro do CIC (Centro Integrado de Cultura).

 

 

Foi diferente, porque eu fui falar sobre o melhor coral de Florianópolis

 

Era algo que eu já tinha feito antes em outros grupos, e em uma mecânica de trabalho que já estou acostumado. Porém, o envolvimento que eu abracei nesse projeto faz com que tudo seja diferente e especial. Algumas pessoas vieram até mim para dizer que eu virei um “especialista no Polyphonia Khoros”. Na verdade, eu só estudei sobre o que eu sabia sobre o coral, e adicionei as minhas convicções sobre esse grupo.

Eu eu não disse tudo o que disse porque eu sou um integrante do Polyphonia Khoros. Independente de tudo isso, eu acredito mesmo que um coral como esse é uma instituição para a cidade de Florianópolis. Jamais eu poderia imaginar que eu poderia cantar nesse grupo, e mesmo se eu não estivesse nele, a minha opinião seria a mesma: é o melhor coral da cidade, um dos melhores do estado.

Um dos melhores corais que eu participei na vida.

E o concerto “Canções da Disney” é o projeto musical mais bonito que eu realizei na vida. Mas eu vou escrever sobre isso em outra oportunidade.

E fica o convite para quem vai ler esse post: 6 de junho, 20h, teatro do CIC. Será uma noite histórica.

 


Compartilhe