mit-telefone

O MIT está desenvolvendo um telefone que é capaz de ser montado sozinho, ou de forma automática ou com a ajuda de processos específicos.

A ideia é inserir o dispositivo em uma espécie de recipiente que gira a uma determinada velocidade todos os componentes necessários para a montagem do telefone, algo que se produz graças à força que os diferentes imãs que incorpora cada uma das peças exerce.

 

Montar um celular sozinho, mas evitando que as peças se quebrem no processo

Os dois telefones fabricados pelo MIT até agora funcionam, mas a ideia está em fase muito inicial, com peças de dimensões enormes e um acabamento final que lembra os celulares da década de 1990.

Todo o conceito parece ser muito simples à primeira vista, mas é preciso levar em consideração que foi necessário aqui um trabalho preciso, tanto na elaboração dos componentes e dos seus conectores como da própria unidade giratória, que deve manter uma velocidade muito específica para que as peças possam se unir sem quebras durante o processo.

Por fim, é um conceito inicial, mas interessante. Se evoluir, pode reduzir custos de fabricação de alguns dispositivos específicos de tecnologia.

 

Via Fast Company