Motorola Moto G 5G | Primeira Opinião

Compartilhe

Outra pauta de muito interesse dos fabricantes de smartphones (além de aumentar a todo custo a autonomia de bateria dos dispositivos para deixar os usuários mais tempo longe da tomada) é o 5G. As marcas entendem que uma das formas de vender novos dispositivos para os usuários é popularizar as novas redes de dados que ainda estão em processo de implementação em vários mercados globais.

No Brasil, o 5G começou “mais ou menos”, com uma gambiarra das operadoras que promovem uma rede de internet móvel mais rápida “com 5G”, mas que não está bem próximo de ser o 5G DE VERDADE, compatível com as redes SA e NSA. Só não digo que isso é coisa de brasileiro porque tal tática está sendo adotada em diferentes mercados internacionais.

Por isso, nem sei se dá para se animar muito com o Motorola Moto G 5G. A não ser pelo fato da Motorola entregar um smartphone com 5G de baixo custo, o que é sempre algo positivo, mesmo que esta tecnologia de rede esteja bem longe da nossa realidade.

 

 

 

O 5G de baixo custo está virando regra

 

 

Aos poucos, os fabricantes estão lançando smartphones que contam com o 5G e não esfolam o seu rim como compensação moral ou financeira. O Motorola Moto G 5G não se destaca só por isso, mas ao menos é um porto seguro quando sabemos que o seu preço é de 299 euros. E mesmo com a cotação do Euro elevada, ainda assim é um alívio pensar que existe uma proposta como essa.

Fora o 5G, o Motorola Moto G 5G até que é um smartphone de linha média com respeito. Possui tela FullHD+ de 6.7 polegadas (com HDR10), processador 750G (que é o que permite que o dispositivo seja compatível com as redes móveis de nova geração), 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento, câmera tripla traseira com sensor frontal de 48 MP, bateria de 5.000 mAh (uma boa bateria para gerenciar o maior consumo com a tecnologia de rede inovadora) com carregador de 20W e sistema operacional Android 10 para gerenciar tudo.

 

 

Para tudo o que ele entrega, o Motorola Moto G 5G é um dispositivo de linha média bem definido e respeitado. Além de contar com a compatibilidade com as redes 5G SA/NSA (e 4G, é claro), o modelo também pode trabalhar com o WiFi 5, Bluetooth 5.1 ou USB Type-C;.

E tudo isso, encapsulado em um dispositivo com corpo de 7.85 mm e peso de 160 gramas. Ou seja, ela será leve e relativamente compacto para o uso diário.

 

 

 

Motorola Moto G 5G: primeira opinião

 

 

A família de smartphones Moto G chegou em um ponto de maturidade bem interessante, e hoje se descola quase que completamente dos primeiros modelos dentro da série, que tanta popularidade recebeu por conta da excelente relação custo-benefício.

Por outro lado, o Motorola Moto G 5G vai ajudar a impulsionar a popularidade do 5G no mercado, mesmo sendo um smartphone que não passa do razoável nas especificações.

Por fim, preciso lembrar ao amigo leitor que nem tudo nesse mundo é potência plena. O Motorola Moto G 5G é um dispositivo bem definido, com objetivos claros: manter você longe da tomada ao máximo durante a jogatina. Nesse aspecto, ele pode ser uma ótima pedida… dependendo do preço que ele vai receber por aqui quando ele for lançado.


Compartilhe