A Motorola é mais uma que entrou no barco do Android One, apresentando os novos smartphones Motorola One e Motorola One Power.

E isso é ótimo.

É sempre importante lembrar que um dos objetivos da Google com o Andorid One é, além de oferecer uma experiência de Android puro tal e como ele foi concebido, mas em principalmente obter um maior controle sobre as atualizações dos dispositivos que recebem esse software.

Um dos objetivos da Google com essa iniciativa e tentar reduzir a fragmentação do sistema operacional (mesmo porque acabar com ela é algo impossível a essa altura do campeonato), além de oferecer uma imagem mais positiva do Android junto ao grande público.

E a Motorola até que mandou bem com o Motorola One e o Motorola One Power.

 

 

São dispositivos com características técnicas diferentes, e semelhantes nos aspectos físicos. São modelos que entregam um ar mais geek, que até lembram smartphones que poderiam ser desenvolvidos pela Google, na época em que a mesma controlava a Motorola.

Entendo que as diferenças entre o Motorola One e o Motorola One Power são substanciais para afetar o seu principal ponto argumentativo para as propostas existirem: a autonomia de bateria. A diferença entre 3.000 mAh e 4.850 mAh dos dois modelos é muito grande, e produz um impacto significativo na autonomia de ambos.

Apesar do fato que os dois modelos contam com alternativas distintas para oferecer uma maior autonomia de uso. Enquanto o Motorola One recebe o muito competente processador Snapdragon 625, o Motorola One Power aposta no Snapdragon 636, que se vale dos recursos de inteligência artificial para uma maior eficiência energética.

Do mais, se os preços dos dois modelos forem competitivos como se esboça (há rumores que o Motorola One pode chegar ao mercado com preço sugerido de 299 euros), ambos podem ser ótimas alternativas dentro do segmento de linha média.

Android puro e atualizável pela Google, processadores competentes, ampla autonomia de bateria e uma experiência de usuário limpa e eficiente.

O que mais a maioria dos usuários pode querer?

Ah, sim… eu sei… câmeras melhores, dona Motorola/Lenovo!