Início » Smartphones » Multilaser G Pro 2: isso não deveria existir!

Multilaser G Pro 2: isso não deveria existir!

Compartilhe

Eu tento ser legal com a Multilaser, mas a empresa definitivamente não se ajuda.

Fiquei sabendo do lançamento do Multilaser G Pro 2, e confesso que não senti qualquer tipo de motivação para falar sobre ele. No TargetHD.net, isso deixou de ser pauta faz tempo, pois meus leitores estão mais interessados nas dicas e macetes para os produtos que já possui.

Agora, como estou no meu blog pessoal, e quero me permitir a escrever mais sobre o que tenho vontade, estou livre para dizer o seguinte…

 

 

 

…não precisamos do Multilaser G Pro 2!

Eu quero entender a existência do Multilaser G Pro 2. Sério mesmo.

Quero entender o que passou pela cabeça dos executivos da Multilaser para lançar um produto com essas características em pleno 2021 d.C. (não é DC Comics, amigo nerd).

A impressão que fica é que alguém na empresa pensou que qualquer usuário, até mesmo aquele com as necessidades mais básicas possíveis, vai aceitar nos dias de hoje um smartphone Android com 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento.

Não é possível que os caras na Multilaser realmente acreditam que o usuário brasileiro vai aceitar isso. Ainda mais em um smartphone que custa nada menos que R$ 899.

Se antes eu achava estranho smartphones da linha Moto E (com Android Go que, teoricamente, são aptos a rodar em dispositivos com hardware mais débil) que eram bem fraquinhos para a internet de hoje, imagina o Multilaser G Pro 2, que vem com o Android 10 completo.

Não faz o menor sentido!

Acho que os fabricantes precisam entender que os usuários brasileiros merecem um pouco mais de respeito, e que qualquer pessoa com o mínimo de conhecimento informático já entendeu que a internet evolui de tempos em tempos, e que um telefone muito simples não entrega uma boa experiência de uso para a web móvel atual.

Ou será que os mais novatos não entendem isso.

 

 

 

Smartphone para enganar trouxa?

É difícil de acreditar, mas muitas coisas levam a crer que o Multilaser G Pro 2 não é um smartphone feito para os usuários que precisam dos recursos mais básicos em um telefone Android. Até porque, com essa combinação de hardware, ele não vai fazer nem o básico de forma decente.

A impressão que fica é que o Multilaser G Pro 2 existe mesmo para enganar os trouxas ou aqueles que não entendem muita coisa sobre o mundo da tecnologia. Porque chega a ser grosseira a proposta do produto, nos aspectos gerais.

É claro que você pode ignorar tudo o que eu escrevi neste post e, se o seu dinheiro mandar, a compra do Multilaser G Pro 2 pode ser algo praticamente inevitável. E tudo o que vou dizer é “vai lá, pois você faz com o seu dinheiro o que você quiser”.

Mas vale repetir o velho ditado: “quem avisa amigo é”.

O Multilaser G Pro 2 é um dispositivo que está pelo menos uns dois anos atrás daquilo que eu considero como o mínimo aceitável para obter um bom desempenho em um smartphone em 2021. Não recomendo esse modelo nem para o meu pior inimigo em Brasília.

Se você vai comprar, faça por sua conta e risco. Mas não venha reclamar comigo depois.


Compartilhe