Compartilhe

Eu não sabia quem era esse tal de Jessé até o dia de hoje. E tive o desgosto de conhecer essa criatura, infelizmente. É esse tipo de gente que faz com que uma úlcera nervosa seja cultivada com todo amor e carinho no meu estômago.

Para o Jessé, toda mulher gosta de ser assediada. Ele entende que mulher que veste roupas curtas está se preparando para o assédio, que toda mulher gosta de levar cantada, que mulher nasceu para ceder aos desejos do macho dominante da espécie NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA E INDEPENDENTE DA VONTADE DELA, e que quando uma mulher diz NÃO É NÃO, ela é uma recalcada, invejosa, feminista, esquerdopata, anti-homem, feminazi e “feia demais para ser estuprada”.

Sim, amigo leitor com QI acima de 90… o tal do Jessé leu direitinho a cartilha daquele cara lá… aquele com nome de palhaço e que não merece ser nomeado nesse texto.

Toda e qualquer mulher consciente, racional e que se dá ao respeito tem que ir atrás do Jessé e colocar ele no seu devido lugar. Aliás, eu torço para que as mulheres destruam o “gabinete do ódio” que ele ostenta com tanto orgulho.

Porém, mais uma vez, em respeito e enorme consideração a todo o coletivo de mulheres da minha vida (familiares, amigas, colegas coralistas, colegas de profissão, socialites, serventes de colégio, caixas de supermercado, Dilma Rousseff, Michelle Bolsonaro, Isis Valverde, Brigitte Macron e até a aquela coralista das contraltos que é um poço de falta de educação, porque que “só cumprimenta quem ela conhece”), eu preciso explicar algumas coisas para o tal do Jessé.

 

 

Aí, Jessé… presta atenção no que eu vou dizer…

Seu problema é que você não consegue “pegar mulher”, sabe? E você não consegue isso porque mulher não se pega. Se conquista! Sua pose de pitboy que gostaria de ser lutador de jiu jistu (e não exatamente por causa do teor esportivo) não é exatamente o que uma mulher procura em um homem. Bom, tem mulher que gosta de homens com o seu perfil. Mas não são todas. Logo, seu complexo de virjão bombado afeta o seu julgamento racional.

Agora, some isso à sua falta de capacidade cognitiva para compreender as coisas, e fica fácil concluir que também falta um dicionário na sua vida. Sim, pois para insistir em confundir ELOGIO com ASSÉDIO?

Tá faltando um pouco de leitura para você, Jessé… o que vai ser difícil sendo amigo do cara que acha que “livro didático tem muita coisa escrita”.

Mulher gosta de ser ELOGIADA, entendeu, Jessé? ELOGIOS! Valorizar atributos físicos, comportamentais, intelectuais e personalidade. Sorrir para ela, mostrar uma certa dose de inteligência, boa cultura geral e fluência no português. Quem sabe se fizer tudo isso direito você consegue CONQUISTAR uma mulher e, com alguma sorte, ela oferece a você o PRIVILÉGIO de ir para a cama com ela.

Agora… fica difícil quando você confunde as grosserias que você fala para as mulheres por aí como elogio ou cantada. Se por um acaso você chama uma mulher de gostosa e diz que vai “quebrar ela ao meio no canto”, ela não vai se sentir elogiada. Ela vai achar que você quer estuprá-la e, por mais que na sua mente com baixa capacidade cognitiva você deseje fazer dela a mulher mais feliz do mundo (algo difícil de acreditar, pois aí eu teria que questionar também o seu conceito de felicidade), ela vai se sentir desrespeitada e ameaçada, e o caminho natural é ela achar você um ser repugnante e digno de ser denunciado na delegacia da mulher.

Mas… veja bem… isso é apenas uma teoria. Quem sou eu para afirmar que você faria isso com uma mulher, não é mesmo, Jessé?

Outra coisa… jogar na culpa dos movimentos feministas todo o seu histórico de tentativas fracassadas de sexo fácil com mulheres desconhecidas que se deram ao respeito de não achar atraente a sua postura de “vou matar alguém na base da porrada a qualquer momento porque eu sou do gabinete do ódio” lembra muito o moleque remelento criado pela avó na base de leite e Neston, que não saía de casa com as meninas do bairro porque não sabia falar nem “bom dia” para a garota que queria convidar para o baile.

Aliás, acho que você passa tempo demais no tal gabinete do ódio publicando posts mal escritos nas redes sociais.

Pense nisso.

Sabe o que as mulheres querem, Jessé? Elas querem RESPEITO!

 

 

NÃO É NÃO, JESSÉ!

Dizer que mulher gosta de ser assediada é a primeira grande defecação verbal de 2020, Jessé! E todo mundo aqui em Santa Catarina poderia passar sem essa! Você não sabe o que é ser uma mulher no mundo que você e seus “colegas políticos” ajudaram a evidenciar desde 2019. Logo, quem é você para afirmar sobre o que uma mulher gosta?

Infelizmente, é triste dizer que boa parte dos homens que eu conheço pensam e agem como o Jessé, e se acham o máximo por isso. É triste ver quantas mulheres sofrem nas mãos de homens com esse perfil. E é mais triste ainda perceber que boa parte da sociedade (homens e mulheres) normalizam o problema com um “nossa, que absurdo… que chato, mas… fazer o quê? Vamos seguir em frente…”, abaixando a cabeça para falas e posturas que não são mais aceitáveis em um mundo que precisa evoluir.

O que eu percebo no coletivo que me cerca é um festival de casamentos falidos, esposas que sofrem nas mãos dos maridos, um enorme índice de infidelidade conjugal, vários casos de depressão e, o que é mais sério em tudo isso, um sensível aumento de casos de violência contra a mulher e feminicídio, especialmente no estado de Santa Catarina… que, de forma inacreditável, tem como representante uma pessoa como o Jessé!

NÃO É NÃO!

Você, mulher inteligente e racional que está lendo este texto… se você vai brincar o carnaval, eu peço, pelo amor de Deus… coloque o tal adesivo do NÃO É NÃO! E eu nem devia estar dizendo isso, porque não sou eu quem tenho que dizer o que você deve fazer ou não. Porém, esse é um pedido. Uma súplica. Porque eu me importo com você.

É uma pena que a sua fantasia fique descaracterizada com uma tatuagem temporária que indica que você não aceita posturas inadequadas por parte de homens que você não conhece. Infelizmente, tenho que dizer que boa parte dos “machos alfa” que estarão na brincadeira são babacas, escrotos e imbecis a ponto de entenderem que você é OBRIGADA a ceder ao assédio deles. Porém, o que esse bando de pitboys que não pegam nem gripe tem é baixa capacidade em conquistar uma mulher como você.

Na verdade, esses caras tem medo que uma mulher abra a boca e denuncie as posturas truculentas, as falas desrespeitosas, a coação e a violência física e emocional que eles estão acostumados a exercer nas mulheres.

Então… você já sabe o que fazer com homens como o tal do Jessé.

E… quanto ao Jessé… só lamento. Qual mulher vai querer ficar com esse cara depois das bobagens que ele defecou nas redes sociais?

Aliás, uma pergunta… você não tem mãe ou filha, né, Jessé? Se tivesse… será que você teria dito isso pensando nelas também?


Compartilhe