Compartilhe

A discussão sobre “quem é melhor: Marvel ou DC” dura algumas décadas, e dificilmente vamos encontrar uma resposta definitiva (e eu nem quero que encontrem, pois estou torcendo pela treta). E a notícia desse post certamente vai ter o mesmo efeito que um balde de gasolina em uma fogueira de 1.50 metro de altura.

O cientista Neil deGrasse Tyson, por mais que ele não se esforce, está se envolvendo de alguma forma em polêmicas que, de alguma forma, são desnecessárias. Recentemente ele se livrou de algumas acusações meio erradas de algumas de suas colegas de trabalho, mas gerou falatório por se equivocar ao apontar um erro do filme A Chegada.

Agora, Neil deGrasse Tyson volta ao olho do furacão: na campanha promocional de Cosmos: Possible Worlds, ele afirma com todas as letras que os heróis da Marvel são, “sem sombra de dúvidas”, cientificamente mais corretos do que os heróis da DC.

Antes de continuar, quero frisar ao amigo leitor que existe uma grande diferença entre os termos MELHOR e CIENTIFICAMENTE CORRETO, e o cientista usou o segundo. Logo, vamos nos prender ao segundo termo.

 

 

 

A base científica dos poderes

 

 

Neil deGrasse Tyson tem muito claro qual é o principal motivo para a sua declaração. Com exceções pontuais como Thor (que basicamente é um Deus), os heróis da Marvel conseguiram os seus poderes “derivados de algo científico que aconteceu com eles”:

Com a palavra, Neil deGrasse Tyson:

 

“O Homem-Aranha foi mordido em um laboratório onde havia uma aranha radioativa. Há também o Hulk que… eram raios gama. Todo mundo tem uma história baseada na ciência para seus superpoderes, e eu creio que existe um cenário fértil para onde você pode voltar se precisar. Além disso, Banner era médico, pelo amor de Deus. Isso tem o seu valor.”

 

Tyson não teve dúvidas em esclarecer que não tem nada contra a DC, mas fato é que sua explicação tem vários asteriscos que precisam ser considerados. Sim, os poderes de vários heróis da Marvel vieram da ciência (assim como aconteceu com alguns heróis da DC), mas nenhum dos eventos contam com o mínimo de base real para que qualquer um desses heróis poderiam se materializar em nosso mundo. Ou seja, ele usa a ciência para validar sua opinião no lugar de explicar por que ele efetivamente pensa assim.

De qualquer forma, nesse momento, a popularidade dos heróis da Marvel está muito acima daquela alcançada pelos heróis da DC. As bilheterias dos filmes das duas editoras deixam isso muito claro.

 

 

Via ComicBook


Compartilhe