japan

O Japão decidiu tomar medidas para reduzir o número de fotos sem permissão que se registram de mulheres a partir de perspectivas que buscam visualizar as suas partes íntimas. Para isso, eles não estão permitindo que os usuários silenciem a câmera do smartphone.

Ou seja, todos os smartphones comercializados no Japão chegam de fábrica com essa limitação, de modo que se alguém tenta usar o dispositivo para fazer uma foto que viole a intimidade de uma pessoa não poderá evitar o som característico que alertará a vítima da conduta inconveniente.

A medida tem um objetivo claro e muito louvável, mas também prejudica os usuários normais, já que existem numerosas situações cotidianas onde o som da captura de imagem pode ser algo irritante para eles e para aqueles que o rodeiam.

Por outro lado, também é algo que pode ser contornado, já que no caso dos smartphones Android o root do dispositivo e a instalação de uma ROM personalizada já servem para restaurar a opção de silenciar a câmera.

Lamentável essa história de fotos íntimas no Japão, mas provavelmente seria mais efetivo realizar uma reforma legal que torne mais rígidas as penas aplicadas para esse tipo de conduta.

Via Softpedia

Foto: Jeffrey Friedl