Estou vendo os vídeos dos meus colegas que cobrem o setor de tecnologia falando sobre as mudanças da Gearbest para a comercialização de produtos para o Brasil. E a conclusão que eu chego é que, basicamente, os brasileiros ferraram com tudo. De novo.

Nem dá para jogar nas costas dos Correios ou da Receita Federal dessa vez, ao meu ver. Já escrevi sobre os Correios aqui no blog, e minha opinião é a mesma: essa empresa, do jeito que está, precisa morrer, pois é um lixo. Já a Receita Federal deve passar pelos mesmos problemas dos órgãos do governo sucateado que vivemos, apesar de entender que os caras lá ganham ótimos salários.

Agora, é fato que teve muito espertinho se aproveitando das regras do jogo para tentar tirar vantagens, como por exemplo obter produtos de graça ou reembolso de produtos sem qualquer direito de reivindicá-los.

Pior foi ver canais do YouTube se vangloriando disso, mostrando ao mundo como isso era fácil de ser feito, ganhando audiência por tentarem ser “espertos”.

Gente bem tonta essa… gente bem burra essa…

Esse povo todo achou que a Gearbest não estava de olho nisso. Cara, é a internet! Todo mundo vê tudo, ainda mais quando há um lado sendo prejudicado.

Agora, todos os benefícios que o Brasil recebia da Gearbest (ou parte deles, já que tem muita gente falando muita coisa) serão removidos. Uma pena para as duas pontas: a grande maioria dos consumidores brasileiros é prejudicada por conta de meia dúzia de idiotas metidos a espertinhos, e a Gearbest perde a chance de expandir suas operações no mercado brasileiro, o que seria muito bom, pois seriam mais gadgets nas mãos dos usuários.

E o pior de tudo: isso tudo aconteceu DEPOIS que o TargetHD fechou uma parceria de produção de conteúdo com a Gearbest!

Obrigado, Brasil, pela “graça alcançada”.

O pior do Brasil é mesmo o brasileiro.