iphone-6

Há quem diga que sim. Steve Grasso, diretor de vendas institucionais da Stuart Frankel, é o profeta do apocalipse da vez, afirmando que não só o iPhone 7 será uma decepção, como vai marcar um movimento de quedas nas vendas do smartphone da Apple que será “perpétuo”.

Palavras fortes!

Tudo bem, o momento não é o mais favorável para o iPhone. Mas não acho que o smartphone da Apple vai cair no caminho das trevas tão já. Seguindo os rumores já divulgados, ele tem muito para decepcionar (mesmo design, remoção do conector 3.5 mm). Mas, mesmo assim, também acredito que fará barulho. Para o bem e para o mal.

 

Público cativo

A base de fãs da Apple é grande demais para que o iPhone 7 passe desapercebido. Se ele vai ser mais do mesmo, aí e outra história.

Outros fatores podem contribuir para o fracasso desse smartphone além da proposta geral, e o principal deles é o preço. Em um mercado premium saturado, será necessária uma certa dose de criatividade para oferecer o novo modelo para o seu público, naturalmente.

Mas daí a dizer que a queda nas vendas será perpétua? Meio trágico demais, não acha?

O grande problema dos analistas de mercado é imporem um cenário de caos para ter ibope. Isso nem salutar é. Que dirá produtivo.

Só vou entender que o iPhone está em crise quando os números mostrarem isso de forma efetiva. Até lá, só posso mesmo esperar.

Mas se o iPhone 7 decepcionar mesmo… me procurem! :)