Compartilhe

NBA Jam é, sem sombra de dúvida, um dos melhores jogos de videogame com a temática de basquete de todos os tempos e, talvez, um dos melhores games da história. Quem viveu essa época pode falar sobre isso com maior propriedade, e tantas foram as horas que nós gastamos com esse jogo, em partidas empolgantes.

O jogo original foi desenvolvido no longínquo ano de 1993, e ajudou a impulsionar ainda mais a popularidade da NBA no mundo. O game se diferenciava por sua mecânica de jogos 2 contra 2 (fugindo do convencional dos jogos da época, que ocupavam o número completo de jogadores), enterradas espetaculares e ações dentro do game que eram muito divertidas.

Outras mecânicas do game que mostravam sua irreverência eram as ausências de regras, ausências de faltas, arremessos absurdos, saltos aloprados e até bolas em chamas. Tudo para divertir o jogador de forma casual e intensa.

Pois bem, Mark Turmell foi o desenvolvedor chefe e programador principal do jogo da Midway Games. E ele falou recentemente sobre uma lenda urbana sobre NBA Jam que poucos consideravam ser algo possível. Era uma teoria que só agora sabemos que é uma realidade.

De acordo com Turmell, NBA Jam foi desenvolvido para que, se em algum momento algum jogador do Chicago Bulls precisasse realizar um arremesso no último segundo contra o Detroit Pistons, esse jogador iria errar o arremesso.

Isso mesmo que você acabou de ler: os Pistons jamais poderiam perder dos Bulls com uma bola de três no último segundo do jogo. E isso era determinado pelos programadores.

Por que isso aconteceu?

 

 

 

O grande segredo envolvendo NBA Jam, os Bulls e os Pistons

 

Com a palavra, Mark Turmell:

 

“Sou de Michigan, e sou fã dos Pistons. Eu testemunhei uma rivalidade gigantesca entre os Pistons e os Bulls de Michael Jordan. E a única forma onde eu poderia fazer alguma coisa por essa rivalidade era, com um código especial, fazer com que os Bulls jamais conseguissem acertar um arremesso no último segundo contra os Pistons”.

 

 

Na época, o Chicago Bulls não contava com Michael Jordan no jogo, mas o time vinha de três títulos da NBA (1991, 1992 e 1993), com Jordan em quadra. Porém, em 1993, ano de desenvolvimento de NBA Jam, Jordan estava jogando baseball.

Porém, entre 1988 e 1991, Bulls e Pistons se enfrentaram nos playoffs de forma consecutiva. Entre 1988 e 1990, o Detroit Pistons de Isaiah Thomas e os ‘bad boys’ levaram a melhor. Porém, em 1991, no final da Conferência Leste, o Chicago Bulls de Michael Jordan avançou para levar o primeiro título da NBA em sua história.

 


Compartilhe