O remodelado LG G7 deve ser anunciado apenas nos próximos meses, mas até lá, já estarão no mercado os seus principais concorrentes de outros fabricantes.

Logo, fica a pergunta: o que a LG precisa incorporar no LG G7 para se destacar no mar de gigantes em circulação.

A resposta? Fotografia.

Em termos de design, todo mundo está copiando todo mundo hoje, onde as diferenças entre marcas cada vez mais tênues. Com exceção da Samsung com suas telas curvas e infinitas, os demais beberam tudo da mesma água.

Telas 18:9, corpos de cristal, câmeras todas no mesmo lugar, e agora o famigerado notch. Hoje, não há diferença entre os modelos nem na parte frontal.

A criatividade morreu? Quem sabe…

 

 

No desempenho, pouco se diferencia entre os tops de linha, onde todos cresceram a quantidade de RAM. A diferença bruta pouco se diferencia, onde nem mesmo o iPhone com o Apple A11 Bionic se destaca.

A diferença então vai para outros aspectos, onde o principal deles é no fotográfico, pois aqui cada fabricante trabalha de um jeito, colocando mais ou menos recursos por questões econômicas. E é aqui que a LG pode realmente se destacar em relação aos demais.

Os coreanos seguem apostando firme na sua sua proposta de câmera dual. Uma lente normal, outra com grande angular, oferecendo fotos panorâmicas nas câmeras traseira e frontal. O LG V10 marcou alguns dos passos a seguir, onde o LG G5 levou essa proposta adiante.

 

 

Mas o mercado parece seguir para outra direção, onde as câmeras duplas apostam no zoom ótico. Uma das lentes oferecem a aproximação do objeto, e a LG deve também apostar nessa proposta.

Leia também:  Estou me tornando um "Nexus Fanboy"

Até a Huawei, com sua câmera tripla, adiciona uma lente de zoom prática para fotos ampliadas, mas também para uma leitura mais completa de sua profundidade, oferecendo o agora indispensável modo retrato.

O mercado pede por primeiros planos nas fotos, e essa deve ser a tendência de futuro para o LG G7. Quem sabe com uma terceira lente, ou modificando o sistema de câmeras dual. Não só para se equiparar à concorrência, mas superando essa concorrência nesse campo.

O LG G7 já é quase certo. Sem ser oficial, podemos dizer que ele terá tela 18:9 ou 19:9, terá o notch, e vai receber o Snapdragon com 6 GB de RAM no mínimo. Sem falar no software de inteligência artificial acoplado ao Android.

O que ainda pode mudar é o uso da câmera dupla. Até Xiaomi e Sony se renderam ao sistema. Talvez seja a hora da LG dizer adeus à grande angular nos seus smartphones.

Quando alguma coisa funciona no mundo da tecnologia, é preciso copiar esse algo. No mundo da fotografia, é exatamente a mesma coisa.