computador

Tudo na vida chega a um fim. Nada é eterno. Muito menos o seu computador, que hoje é um megablaster foda, com potência suficiente para encontrar a cura do câncer.

Em algum momento da sua vida, você vai se perguntar se chegou a hora de comprar um computador novo ou atualizar dispositivo que você já tem. Eu mesmo passei por isso em 2017, e vou compartilhar a minha experiência com vocês.

Eu estava com um notebook Toshiba com processador Intel Core i3 de terceira geração, 16 GB de RAM e 240 GB de SSD. Ele atendia bem as minhas necessidades, e dificilmente eu me livraria dele por conta de sua tela de 17.3 polegadas, algo singular para quem trabalha com a produção de conteúdo.

Por outro lado, ele já começava a dar sinais de cansaço, principalmente quando passava pelas tarefas de edição de vídeo, levando muito tempo para extrair o arquivo de vídeo para posterior envio do YouTube.

Eu sabia que isso estava acontecendo basicamente pelo processador mais antigo e pela ausência de uma placa gráfica dedicada e mais potente. Mesmo assim, eu continuava firme e forte com o computador.

Até que, em outubro, eu tive a oportunidade de adquirir um HD de 750 GB a 7.200 RPM, o que me liberava mais espaço de armazenamento com um pouco mais de performance, deixando o SSD para o sistema operacional e aplicativos.

Não resolvia o meu principal problema, mas ao menos me dava uma certa folga para armazenar uma quantidade maior de conteúdo.

Porém, em novembro, na semana da Black Friday, eu tive a chance de adquirir um notebook Dell Latitude E5250, um modelo com processador Intel Core i5 de quinta geração, SSD de 240 GB e 16 GB de RAM. Uma máquina mais potente do que aquela que eu utilizava, e por um preço que realmente valia a pena.

Fiz a troca.

Não era um computador novo, é verdade (raramente compro gadgets novos, porque sou um geek pobre), mas era um notebook que me oferecia maior agilidade para realizar minhas tarefas, era portátil o suficiente para poder levar para qualquer lugar, e uma relação custo-benefício excelente.

Dito isso, vamos responder a pergunta do título do post.

Ao meu ver, vale a pena você comprar um computador novo se você realmente precisa de um equipamento novo. Quem tem um PC ou notebook com pelo menos cinco anos ou mais precisa efetivamente trocar para aproveitar o melhor da tecnologia atual.

Em cinco anos, muita coisa mudou na internet, que recebeu um conteúdo mais elaborado e, consequentemente, mais pesado. Na parte dos games, as mudanças são ainda mais gritantes, onde os novos jogos exigem um hardware mais robusto para uma melhor experiência.

Ou seja, se o seu computador tem cinco anos ou mais, a aquisição de um novo equipamento, seja ele um zero quilômetro ou um seminovo, é mais que recomendada.

Porém, para quem tem um notebook com menos de cinco anos, um upgrade pode ser considerado. Principalmente a troca de um HD mecânico para um SSD. Esse item já entrega uma melhora considerável de desempenho, atendendo as necessidades da maioria dos usuários domésticos.

O investimento é muito menor do que aquele feito na compra de um novo computador, e garante uma sobrevida aos equipamentos que ainda podem oferecer um desempenho satisfatório para as tarefas mais básicas do dia a dia.

Por fim, o mais importante é você atender exatamente as suas necessidades. Uma análise pessoal sobre o que você realmente espera e precisa de um equipamento é fundamental para um investimento mais rentável a longo prazo.