Compartilhe

xbox-360-ps3

Recentemente, adquiri dois consoles de videogames. Na verdade, recuperei um deles, o Xbox 360 250GB, que havia vendido no meio do ano, por entender que não tinha tempo para jogar. No final das contas, aproveitei a Black Friday 2013 e comprei novamente o console, me propondo a jogar pelo menos 1h30 por dia. Não satisfeito, comprei o PlayStation 3 Super Slim 250GB, para ter ao menos as duas plataformas mais relevantes na geração anterior de games.

Para mim, são videogames que ainda rendem um caldo (ou melhor, um jogo). Já outros gamers estão pensando seriamente na compra dos novos Xbox One e PlayStation 4 (coitado do Nintendo Wii U… nem é considerado pela maioria). E alguns mais afortunados aproveitaram o final do ano, e se deram de presente um dos novos consoles. Ou quem sabe os dois.

E dentro de todos esses grupos, fica a pergunta do título desse post: o que fazer com o seu console “velho”? Coloco o “velho” entre aspas pois, como disse antes, ainda entendo que a geração anterior de videogames terá uma sobrevida por mais algum tempo.

1. Não compre um novo console…. ainda…

Se você está feliz com o seu Xbox 360 ou PS3, tem uma grande quantidade de jogos, e não quer ser obrigado a se desfazer de todo esse histórico gamer, não há motivos para pressa. Ser um “early adopter” tem suas desvantagens, como por exemplo a escassez de jogos, um elevado investimento e eventuais problemas de hardware. Espere mais um pouco. Deixe para comprar um Xbox One ou um PS4 no segundo semestre. Será uma relação custo/benefício melhor.

2. Fica com o seu console “velho”, e siga jogando com ele

De novo: eu não acho que o Xbox 360 ou o PlayStation 3 são consoles velhos. E, mais uma vez: você gastou uma grana (muitas vezes violenta) em jogos e acessórios. Por que não jogá-los? Pense nessa possibilidade.

3. Use todo o potencial do seu console

A geração PS3/Xbox 360 é marcada por colocar o videogame em um patamar superior, indo além do consumo de jogos. Hoje, um console é muito mais uma central de entretenimento doméstico, reproduzindo discos de DVD e Blu-ray, streaming de diversos canais de vídeos, reprodutor musical, entre outras funções. É um dispositivo bem poderoso para não se aproveitar tais possibilidades, não acha?

4. Venda o seu videogame “velho”

Se nenhuma das opções anteriores atendeu as suas necessidades mais imediatas, a última opção que resta é mesmo vender o seu console antigo. Obviamente, você pode presenteá-lo para algum parente, amigo ou pessoa que não tem condições financeiras para adquirir um console da geração anterior, mas que ficaria muito feliz com o seu gesto.

Vale lembrar que, caso você realmente opte pela venda, use de bom senso, tendo em mente que você não vai conseguir vendê-lo pelo mesmo preço que você pagou quando comprou. Em compensação, vai valer a pena recuperar um pouco do dinheiro gasto, podendo até utilizar essa grana para comprar jogos para o seu novo console. E lembre-se: apague todos os dados pessoais armazenados no console antigo (sempre há uma opção para você restaurar o console para as configurações de fábrica).


Compartilhe