sony-vaio-p

Nesta semana, a Google anunciou em parceria com a Intel novos modelos de notebooks Chomebook, com novas empresas adicionadas nessa parceria com o projeto – Toshiba e ASUS. Mas, enquanto vemos mais fabricantes apostando no sistema operacional “cloud” da gigante de Mountain View, eu me pego pensando: como seria o Chromebook perfeito?

Talvez um ultraportátil, um notebook de dimensões reduzidas, com um hardware intermediário, mas totalmente pensado para a portabilidade. Hoje, eu tenho um ultrabook Toshiba com tela de 13.3 polegadas, que é muito leve e fino. Não tenho do que reclamar dele. Mas ele ainda tem 13.3 polegadas de tamanho, o que me impede de poder levá-lo REALMENTE para qualquer lugar (mas, veja bem: não estou reclamando dele, só observo que isso é um fato).

Se a Google pensa que os Chromebooks podem ser um substituto completo dos PCs ou Macs, eles estão completamente enganados, e de várias formas. Se, por um lado, eles precisam compreender que precisamos ter em um segundo portátil praticamente tudo o que já temos no nosso computador principal, por outro, eles precisam trabalhar duro para que o Chrome OS chegue nesse ponto de maturação.

Além disso, precisamos de um produto que seja muito mais fácil de ser transportado. Um dispositivo com uma tela que não seja maior do que 11.6 polegadas. Ou menor do que isso. Para que ele possa ser um produto que seja simples de ser utilizado em qualquer lugar, sem complicações no seu transporte, e que seja discreto a ponto de ninguém perceber que você está com ele no bolso. Um gadget por excelência.

Na minha opinião, o Sony Vaio P seria uma ótima opção de Chomebook. Essa proposta da Sony foi considerada uma alternativa premium de produtos, mesmo contando com um hardware não tão avançado, mas com o suficiente para rodar o sistema Windows com o mínimo de competência, e ser transportado para qualquer lugar de forma muito prática.

Com a adição dos Chromebooks e dos novos processadores da Intel (Atom ou, quem sabe, Haswell), o produto pode se tornar o objeto de desejo de muitos geeks, por ser super portátil, e contar com o Chrome OS, para ser usado como um pequeno portátil online, para consultas na internet, navegação em geral, acesso às redes sociais, comunicação via mensageiros instantâneos e blogueiros (como esse que vos escreve), que não quer carregar um trambolho para cobrir eventos.

Aí, Sony… acabo de dar a ideia. Se quiser me incluir na equipe de consultores da empresa, podem entrar em contato. Estou aceitando propostas!