O super computador feito de consoles PS3 criado pela Força Aérea dos EUA | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Games » O super computador feito de consoles PS3 criado pela Força Aérea dos EUA

O super computador feito de consoles PS3 criado pela Força Aérea dos EUA

Compartilhe

Uma história curiosa.

Na época do lançamento do PlayStation 3, o exército dos Estados Unidos utilizou centenas de unidades deste console de videogames para criar um supercomputador, o que resultou para os cofres dos militares uma economia de milhões de dólares.

Muita gente desconhece essa história, e o uso incomum do videogame mostra como o produto da Sony era bastante avançado para o seu tempo. As 1760 unidades do console foram utilizadas para criar um super computador que foi utilizado para diferentes projetos de monitoramento de satélites.

 

 

 

Usar o PlayStation para super computadores é algo “comum”

A ideia de usar consoles de videogames da Sony não começou nessa época. Um kit em Linux já mostrava como era possível transformar o PlayStation 2 em um computador e, dessa forma, o investigador sênior da NCSA Craig Steffen tentou fazer um super computador com aproximadamente 70 unidades do PS2, algo que não deu muito certo.

O PlayStation 3 é um console 37 vezes mais poderoso que o seu predecessor, o que permitiu um funcionamento muito melhor com o já mencionado kit Linux e, dessa forma, a criação do super computador por parte dos militares.

Foi exatamente isso o que fez Gaurav Khanna, da Universidade de Massachusetts, que criou um computador muito potente para simular a astronomia teórica. E o baixo orçamento que ele tinha fez com que 176 unidades do PlayStation 3 fossem utilizadas para o projeto.

 

 

Com inspiração nas tentativas anteriores, a Força Aérea dos Estados Unidos, que conta com um orçamento muito maior mas que gostaria de economizar um bom dinheiro pois isso não faz mal a ninguém, decidiu utilizar nada menos que 1760 unidades do PlayStation 3. Afinal de contas, a solução não era apenas mais barata como mais eficiente nos aspectos energéticos.

O projeto recebeu o nome Condor Cluster, e chegou a ser o 35to computador mais poderoso do mundo. Seus custos de fabricação foram de US$ 2 milhões, um preço de cafezinho quando comparado com os valores cobrados pelos supercomputadores da época, que custavam até 20 vezes a mais.

No final das contas, o projeto foi suspenso, as unidades do PlayStation 3 foram devolvidas para Sony, e algumas unidades desses consoles acabaram nas mãos de colecionadores.

Vale a pena lembrar que, recentemente, foi descoberta uma granja ilegal de criptomoedas que utilizava milhares de unidades do PS4. Ou seja, a Sony continua a fazer um grande trabalho nos seus consoles de videogames, a ponto dos mesmos serem utilizados nos mais diferentes tipos de projetos.

 

 

Via War History Online


Compartilhe
@oEduardoMoreira