Compartilhe

Como foi legal ver essa história evoluir a esse ponto.

Em agosto de 2018, a febre do Pokémon Go estava no seu auge, e boa parte do planeta decidiu fazer o download do jogo para ficar circulando pelas ruas de forma estranha, desafiando o sedentarismo que normalmente pega os gamers mais gordos, com os únicos objetivos em identificar ao acaso e caçar as mais diferentes espécies de criaturas virtuais da famosa série de animação japonesa.

Hoje, o Pokémon Go ainda sobrevive no mercado mobile, mesmo não contando mais com a mesma popularidade do passado. E tem uma história em particular que chamou a atenção do mundo naquela época.

O vovô Chen San-yuan, de 69 anos, foi essa história que chamou a atenção do mundo. Ele saía pelas ruas jogando Pokémon Go com 11 smartphones adaptados em sua bicicleta. Na época, a ASUS deu uma força para ele, oferecendo alguns dispositivos da empresa para turbinar a missão do vovó em encontrar criaturas virtuais. É claro que a ideia da ASUS na época era capitalizar em cima do desejo do idoso em se dar bem no jogo, mas não vamos julgar esse detalhe, pois a iniciativa da empresa foi muito bem vinda.

 

 

Agora, Chen tem 71 anos, e continua caçando Pokémons pelas ruas de Taiwan (espero que não exatamente nesse momento, onde uma pessoa como ele precisa fazer de tudo para ficar mais tempo em casa). Mas agora, constatamos que não são apenas as criaturas virtuais que evoluem: o vovô também evoluiu, pois agora conta com nada menos que 64 dispositivos móveis adaptados na sua bicicleta.

É exatamente isso o que você acabou de ler.

Se ele se tornou viral na internet por jogar com 11 smartphones, imagina agora com 64 dispositivos adaptados na bicicleta. E ele faz isso colocando um toque de arte na sua estrutura de exploração de Pokémons, já que a armação onde fica os dispositivos lembra um rabo de um pavão real, todo imponente.

A grande pergunta que você deve estar fazendo nesse momento é: como ele faz para conduzir a bicicleta com tantos telefones na sua cara? E essa não é uma pergunta estúpida, já que a visão na hora de pedalar é um dos grandes problemas que o idoso pode enfrentar com essa estrutura enorme de telefones.

 

 

 

O avanço do avô Pokémon foi gradual

 

 

Chen não saltou dos 11 para os 64 smartphones de uma só vez, muito menos fez isso da noite para o dia. Ele foi adicionando equipamentos à bicicleta com o passar do tempo, e no meio de 2019 ele já contava com 45 smartphones que eram utilizados simultaneamente para capturar Pokémons.

Depois de toda a fama por conta da peculiar forma de jogar Pokémon GO, Chen deu várias entrevistas e ficou relativamente famoso. E é curioso ver como uma pessoa da terceira idade pode utilizar de forma criativa as novas tecnologias: pense que a maioria dos avós enfrentam muitas dificuldades para se adaptar a um único telefone. Agora, imagine esse senhor dominando 64 dispositivos enquanto conduz uma bicicleta pelas ruas.

Chen San-yuan contou em 2018 que acabou gostando de Pokémon Go por causa do seu neto, e desde então não conseguiu parar de jogar. E segue quebrando os seus próprios recordes.

Desejo uma longa vida ao Chen com esse estilo de vida irreverente e peculiar.


Compartilhe