“Obtenha o Windows 11” é o novo (e infernal) “Get Windows 10” | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Aprendeação Igonorante » “Obtenha o Windows 11” é o novo (e infernal) “Get Windows 10”

“Obtenha o Windows 11” é o novo (e infernal) “Get Windows 10”

Compartilhe

O tempo passa, e a Microsoft não muda. Ou pelo menos não dá sinais de mudança.

Faço essa afirmação porque a gigante de Redmond insiste de forma quase doentia com as mesmas práticas irritantes do passado, onde os usuários são obrigados a se deparar com mensagens irritantes e desconfortantes sobre medidas que muitos não desejam tomar no momento que a empresa quer, mas sim quando o próprio usuário entende ser o melhor.

Um exemplo do que estou falando? Ah, sim, claro: a nefasta mensagem do “Obtenha o Windows 11”.

 

 

 

Isso já aconteceu, e não deu certo

Em um passado não muito distante, a Microsoft estava igualmente desesperada em fazer com que o maior número de pessoas possível migrasse do Windows 7 e 8 para o Windows 10. E achou que seria muito legal inserir um alerta inconveniente com uma mensagem simples, objetiva e com tom impositivo: “Get Windows 10”.

A Microsoft decidiu inserir um banner insuportável no sistema operacional, lembrando ao usuário que um novo e problemático Windows estava pronto para complicar a sua vida. O objetivo da empresa na época era conseguir 1 bilhão de instalações do Windows 10 em apenas três anos.

Entendo que medidas como essa afastaram a Microsoft desse objetivo, que nem de longe foi alcançado.

Para deixar o alerta persistente no sistema operacional, a Microsoft teve a infeliz ideia de instalar nos computadores de todo mundo SEM QUALQUER TIPO DE AUTORIZAÇÃO OU CONHECIMENTO POR PARTE DOS USUÁRIOS do Windows 7 e Windows 8 um pequeno e polêmico programa, o GWX.exe.

Aquela desgraça de ícone altamente invasivo na barra de tarefas abria na área de notificações uma enorme janela que, em muitos casos, resultou em atualizações acidentais e não desejadas, já que muita gente se cansou de ver aquele alerta e, para se livrar dele, acabou instalando o Windows 10 contra a vontade.

Choveu de reclamações para o lado da Microsoft, que abandonou a prática depois de sentir a faca no pescoço da mãe do Bill Gates. Mas tudo indica que Satya Nadella quis esquecer o passado e repetir a estratégia, de uma forma um pouco mais discreta, mas igualmente perigosa.

 

 

 

O diabo aparece de outras formas

Sabe o aplicativo PC Health Check que muitos de nós instalamos para verificar se o nosso computador era ou não compatível com o Windows 11? Então, veja o que a Microsoft fala sobre ele naquelas linhas miúdas na descrição do aplicativo que ninguém lê:

“Esta atualização instala o aplicativo PC Health Check no Windows 10, versão 2004 e dispositivos posteriores. O PC Health Check inclui diagnósticos para monitorar a saúde do dispositivo e solução de problemas para melhorar o desempenho, tudo com a conveniência de um único painel (…) esta atualização será baixada e instalada automaticamente a partir do Windows Update.”

Isso significa que essa ferramenta também instala automaticamente o alerta que “convida” o usuário a instalar o Windows 11 no computador, tão logo ele esteja disponível para o seu equipamento, resultando em uma mensagem irritante no Windows Update com um sugestivo “Obtenha o Windows 11” na tela.

E se você não clicar em “deixar para depois”, em algum momento inesperado, o seu computador pode atualizar sozinho para o Windows 11. E o que é pior: o fato de você clicar em “deixar para depois” fará com que a mensagem volte em um momento futuro.

A Microsoft não entendeu que pressionar o usuário para atualizar o computador para o Windows 11 (ou qualquer Windows) é algo que não vai ajudar de jeito nenhum. Ainda mias com a nova versão com tantos problemas.

A atualização automática via Windows Update é um exagero sem sentido, e soa muito mais como uma volta ao pesadelo que o “Get Windows 10” representou em nossas vidas.


Compartilhe