Compartilhe

Você pensa que essas balbúrdias ou confusões envolvendo promoções que aparentemente são fantásticas (nada contra, Magazine Luiza, pois você entrega promoções fantásticas de verdade) só acontecem no Brasil? Você acha que gringo não age como pobre desesperado lá fora?

Todo mundo tem a sua promoção de aniversário do Supermercado Guanabara, e podemos provar isso nesse post.

 

 

 

Afinal de contas, o PS4 custava 95 euros, e…

 

Uma oferta de venda do PS4 com um valor escandalosamente baixo (apenas 95 euros) na França resultou no óbvio: uma enorme aglomeração, e no meio de uma pandemia (é preciso deixar bem claro que o problema sanitário global que o mundo está enfrentando ainda não foi resolvido, mas na Europa já estão flexibilizando porque a questão está aparentemente controlada por lá).

 

 

O negócio foi tão tenso, que tiveram que chamar a polícia. Igualzinho na promoção de aniversário do lendário Supermercados Guanabara. E isso mostra que até os franceses perdem a linha e a elegância quando se deparam com uma promoção absurda.

A confusão aconteceu no pequeno município de Orgeval, e a oferta em questão era uma promoção especial de abertura de uma nova unidade da loja Lidl.

Olha, eu não sei como continuam tentando esse tipo de coisa, pois historicamente tal ação sempre dá algum tipo de merda muito grande. E olha que, no meio do caminho, temos as lições anuais que a Black Friday norte-americana deixa.

 

 

De qualquer forma, a promoção relâmpago do PS4 a preço de Big Mac na França foi anunciada com antecedência na internet, já que a Lidl queria que a sua inauguração na cidade ficasse entupida de gente (de novo: em plena pandemia…). O resultado disso é que, por volta de 8h30 da manhã, já tinha mais de 500 pessoas amontoadas na porta da loja (algumas decidiram passar a noite ali, tal e como fariam as pessoas que aproveitam a liquidação de início de ano do Magazine Luiza, e outras vieram de outras cidades para realizar a compra do tão desejado console).

O tumulto era algo inevitável, e diante do cenário de caos, os proprietários da loja decidiram não abrir as portas, o que provocou a mais que óbvia ira das pessoas que ficaram esperando para comprar o PS4 por esse preço tão reduzido.

A polícia foi chamada para dispersar a multidão. 50 agentes foram mobilizados para a ação, e tiveram que usar gás lacrimogêneo para “convencer” os presentes a abandonarem o local. Pelo menos um agente ficou ferido por conta dos impactos das garrafas atiradas no meio do tumulto.

No final das contas, a loja anunciou nas redes sociais que a promoção estava anulada, frustrando centenas de jogadores que arriscaram a sua saúde e integridade física para adquirir o console.

 

 

De fato, a oferta era realmente incrível. Nesse momento, um PS4 está custando em média 300 euros. E a promoção prometia a venda do console por 95 euros a unidade. A loja só conseguiu alcançar esse valor porque decidiu fazer uma queima de estoque de consoles acumulados desde abril de 2018. Porém, nem esse estoque era tão grande assim: apenas 45 unidades disponíveis.

Moral da história: franceses perdem a linha quando encontram uma promoção relâmpago do PlayStation 4. Mesmo assim, a ideia da loja foi estúpida, especialmente em um momento onde todas as autoridades de saúde pedem em coro: FIQUE EM CASA!


Compartilhe