snapchat-stock

O Snapchat não é mais um aplicativo para os adolescentes. Virou aplicativo de adulto, de gente grande e um aplicativo grande. Logo… estaria o Snapchat “simples demais”?

Na internet, existem vários tutoriais para o aplicativo, e muitos afiram que entender o aplicativo parece ser uma questão etária. A impressão que dá é que quem tem mais de 30 anos de idade não compreende o Snapchat tão facilmente, ou que os seus desenvolvedores criaram um aplicativo que é de simples compreensão para os adolescentes, mas o menos intuitivo possível para os mais velhos.

Mas muito além da curva de aprendizagem por idade, parece que o Snapchat ainda não se traduz como algo de benefícios diretos ao usuário. Logo, quais melhorias eles poderiam fazer para ampliar o seu sucesso?

 

Uma navegação mais intuitiva

snapchat-01

Tem muita gente mal acostumada. Quando instala um novo aplicativo, quer ver logo um tutorial com animações ou com as explicações sobre como utilizar o aplicativo em questão. Um tutorial às vezes é pouco necessário quando um aplicativo tem uma navegação muito intuitiva, com símbolos familiares.

Mas o Snapchat acelera os processos, e vai direto ao que importa: compartilhar. Quando você abre o aplicativo, o que aparece é a imagem da câmera frontal, para vc compartilhar um snap subjetivo.

Logo, um tutorial seria bem vindo para indicar como encontrar cada seção e do que se trata, uma vez que o app possui várias telas na vertical e horizontal. Ou uma mudança radical para uma interface de abas (no estilo do Instagram ou do WhatsApp). Algo mais intuitivo e mais amplo para um espectro maior de idades pode ajudar a reduzir a porcentagem de abandono do aplicativo.

 

No likes, no party

snapchat-02

O Facebook nos educou com a cultura das ‘curtidas’, ou ‘likes’, algo que agora evoluiu para as reações, permitindo uma maior precisão da impressão sobre um conteúdo. Isso ajudou a aumentar a popularidade da rede social em si e da pessoa dentro da rede social.

O Snapchat é um sucesso, com mais de 100 milhões de usuários ativos diários. Mas não foi por ter esse componente, que simplesmente não existe nessa rede social. O máximo que é possível fazer é comentar ou registrar quem viu aquele conteúdo.

Esta pode ser outra maneira de engajar o público e complementar o aplicativo, além de ser algo interessante para investidores sobre um índice de impressões ou como estratégia similar feita pelo Twitter ou Facebook para mostrar sua audiência ou potencial de viralidade.

 

Discover, um grande desconhecido

snapchat-03

O Discover é uma série de canais temáticos de patrocinadores, de maior ou menor interesse para o usuário, mas que não permite uma descoberta mais específica, ou localizar determinados perfis. É um alvo claro como canal de promoção, mas não é de agrado de ninguém.

Parece que o Discover será reformulado, se adaptando um pouco mais ao que desejam os usuários e os investidores. Uma decisão que é bem vinda para aumentar a receita do aplicativo. Afinal de contas, já é sabido que o Snapchat não é precisamente um exemplo de obter lucros.

 

Falemos de multi seção

O Snapchat tem o mesmo comportamento do WhatsApp e de tantos outros: é preciso iniciar uma nova seção de uso a cada utilização, e que este seja exclusivo de um dispositivo. Já o Telegram e o Instagram permite que você o utilizem em vários dispositivos simultaneamente.

As contas compartilhadas seriam bem vindas. Periscope, Ustream e Meerkat são apps similares que se beneficiam disso, e o Snapchat, que já é utilizado por muitos meios de comunicação e marcas, pode também se valer dessa versatilidade, com um maior número de dispositivos ativos e mais gente abastecendo suas contas de conteúdo.

 

A versatilidade

snapchat-04

Ao longo do tempo, uma característica principal de um aplicativo vai se modificando, ou porque as pessoas mudam o modo como elas utilizam o aplicativo, ou porque os desenvolvedores adicionam funções e mudanças. O Instagram (por exemplo), que recentemente redimensionou as fotos quadradas (1:1), permitindo as fotos em modo retrato ou paisagem.

Algo parecido pode acontecer com o Snapchat: adicionar a possibilidade de compartilhar fotos ou vídeos a partir da galeria, por exemplo. Tudo bem, isso iria contra a essência do aplicativo. Mas seria de grande ajuda no caso de contas compartilhadas ou uma conta em vários dispositivos. E, de novo, pensando nas contas corporativas, de mídia, publicidade…

 

Não é um chat, não é rede social… é Snapchat

O Snapchat é um híbrido entre mensagens instantâneas e rede social, mas o fato é que ele tem bem pouco da primeira e algo no meio do caminho da segunda, mas relativamente limitado a ampliar o seu círculo de amizades. Está em um limbo entre as categorias de aplicativos sociais, mas sem pertencer claramente a uma categoria. E essa característica de ser único em sua espécie é a base do seu sucesso.

snapchat-06

Um serviço que era tido como “aplicativo para adolescentes”, mas que o tempo mostrou que não é a assim. Essa é uma tendência errada e defasada. O Snapchat segue crescendo, e ainda que o espectro de idades não varie com o tempo, ele sobrevive em um terreno tão competitivo como é o dos aplicativo sociais. Pela sua qualidade de híbrido inespecífico, ele enfrenta todas as subcategorias sem pertencer a exatamente nenhuma delas.

Vamos acompanhar com atenção como vai evoluir esse peculiar aplicativo.