Compartilhe

A parte da fotografia nos smartphones é uma das protagonistas nesse tipo de dispositivo. Todo mundo (tá, a imensa maioria) registra fotos no celular há pelo menos 10 anos, e apesar das mudanças de tendência para as novas tecnologias, esse é um tema que sempre esteve em evidência.

Todos os fabricantes querem entregar dispositivos que podem registrar as melhores fotos. Nos últimos anos, com os modos Panorama, Wide Angle e Bokeh, o esse objetivo ganhou um fator adicional, que é a entrega das melhores fotos com os diferentes efeitos.

Mas o mundo dá voltas. Se no passado existia uma certa obsessão pelo número de megapixels nos sensores (e o tempo mostrou que isso não é tão importante assim), o presente mostra que essa obsessão voltou. O OPPO K5 é mais uma prova disso, com o seu sensor fotográfico de 64 MP.

Porém, dessa vez, temos um diferencial relevante.

 

 

Tamanho continua não sendo documento

 

 

A teoria do número elevado de megapixels pouco significar na qualidade final da imagem continua. Mas o que modelos como o OPPO K5 oferecem com um sensor de 64 MP (a Xiaomi prepara sensores ainda maiores para o futuro, em parceria com a Samsung) não é exatamente a qualidade final da imagem, mas sim uma melhor qualidade final de imagem para cenários específicos.

O truque aqui é combinar quadro pixels em um espaço onde normalmente caberia um pixel. Desse modo, o sensor pode captar uma maior quantidade de luz, o que ajuda nas fotos onde o ambiente possui baixa lumiosidade, reduzindo o ruído nesse tipo de foto e, ao mesmo tempo, aumentando a riqueza de detalhes que uma imagem pode oferecer.

No final das contas, o tamanho maior do sensor nesse caso (e com esses objetivos em mente) não é algo tão ruim assim. Pelo contrário: considerando que esses sensores vão trabalhar com um sistema de inteligência artificial, tudo indica que os resultados das fotos serão excelentes, mesmo em dispositivos considerados “intermediário premium”.

Sim… eu ainda preciso falar do Snapdragon 730G presente no OPPO K5. Mas vou deixar esse tema para outro artigo.


Compartilhe