O difícil ano da Apple com as vendas debilitadas do iPhone pode repercutir nos lucros da Samsung nos seus futuros resultados financeiros. E isso, com os sul-coreanos alcançando lucros recordes em 2018. Porém, já existem sinais de alerta indicando que 2019 pode não ser tão positivo assim.

Não basta ter uma boa estratégia de marketing, com vários dispositivos em diferentes segmentos para obter um maior número de usuários. A Samsung está muito influenciada pelo mercado, ou pelo ritmo de vendas de outras empresas que recebem os seus componentes.

E é o caso da Apple.

A Samsung fornece para a Apple as telas OLED dos seus novos iPhones, e o fraco desempenho nas vedas desses dispositivos também afetaria o seu desempenho e seus lucros. Não só isso: a Samsung não espera que a queda na demanda de chips de memória se comporte melhor depois dos primeiros três meses do ano, já que existe a possibilidade das vendas de smartphones não crescerem ao longo de 2019.

Tudo isso se traduz em um lucro menor para a Samsung no final do ano.

 

 

Os lucros operacionais da Samsung no primeiro trimestre de 2019 podem se limitar em menos da metade do que os números alcançados pela empresa no mesmo período do ano passado. Há quem diga que a Samsung pode perder até 5 bilhões de euros nessa brincadeira. Só vamos descobrir qual é o real cenário quando a Samsung publicar a sua guia de lucros na semana que vem. O documento serve para que os investidores recebem um preview dos números completos que serão anunciados em um momento posterior.

De qualquer forma, a Samsung está com o pé cravado no acelerador. A prova disso é a grande quantidade de dispositivos que foram apresentados nas últimas semanas, com uma família Galaxy S10 que impressiona, e toda uma série Galaxy A que tenta seduzir os usuários de linha média e de entrada.

Não podemos culpá-los por tentar, certo?

 

Via Engadget