PS4

Sabemos que a Sony está trabalhando em um PS4 NEO, console que será uma atualização do PS4, co-existindo com ele no lugar de substituí-lo por completo. Mas… o que leva a Sony a trabalhar nesse projeto?

Esse debate pode se estender por horas, com vários argumentos a serem lançados por defensores e detratores do novo projeto, como por exemplo o esgotamento da atual geração, a necessidade de capitalizar da Sony ou o movimento em direção às mídias em 4K. porém, Andrew House, CEO da Sony Interactive Entertainment, confirmou oficialmente que um dos motivos considerados essenciais para o desenvolvimento do PS4 NEO. E o argumento dele pode ser considerado algo surpreendente para alguns.

 

Não perder mercado para os PCs para games

De acordo com o executivo da Sony, a principal motivação foi evitar que os usuários do PS4 abandonem o console prematuramente e voltem suas atenções para os PCs top de linha, um risco real naqueles que buscam a melhor qualidade gráfica possível. Não é algo tão descabido assim, ainda mais pensando no emergente mercado de jogos para PCs e no mundo da realidade virtual cada vez mais presente no segmento.

Logo, as declarações de House fazem muito sentido. Sem falar que as soluções gráficas de nova geração são mais acessíveis financeiramente, e esse é outro motivador para a migração.

Mas é evidente que este não é o único motivo.

A chegada da plataforma de realidade virtual da Sony e o limitado hardware do PS4, assim como o desenvolvimento do Xbox Scorpio e a proximidade do lançamento do Nintendo NX estão relacionados com a decisão dos japoneses, e isso não pode ser questionado, por mais que alguns insistam que “tudo é mera coincidência”.

Infelizmente, não temos maiores detalhes sobre as possíveis especificações do PS4 NEO, mas os últimos rumores indicam que o novo console poderá contar com uma potência gráfica de aproximadamente 4 TFLOPs, o que nos leva para uma GPU baseada em uma versão simplificada do Polaris 10.

Também não há detalhes sobre sua possível data de lançamento, já que diferente da Microsoft, a Sony não falou abertamente sobre o seu próximo console na E3, mas podemos imaginar que isso pode acontecer em 2017.

Mesmo porque qualquer coisa muito depois disso significa perda de terreno para a concorrência.