Por que comprar o Amazon Echo Buds no Brasil é um grande desperdício de dinheiro | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Áudio e Vídeo » Por que comprar o Amazon Echo Buds no Brasil é um grande desperdício de dinheiro

Por que comprar o Amazon Echo Buds no Brasil é um grande desperdício de dinheiro

Compartilhe

A Amazon lançou no Brasil os seus fones Echo Buds com Alexa integrada, o que é uma ótima notícia. Mas é a única boa notícia aqui: todo o resto não é tão legal quanto parece.

É óbvio que a Alexa é bem popular no Brasil, pois é muito mais legal e interativa que o Google Assistente e a Siri. Mas nem isso justifica a supervalorização do Echo Buds em território brasileiro. Ou o reforço que brasileiro que ama tecnologia só se ferra na vida.

Por isso, o post nem vai perder tempo em responder se vale a pena comprar o Echo Buds da Amazon no Brasil. Vou focar direto nos motivos que explicam por que ele não vale a pena de jeito nenhum.

 

 

 

Existem fones muito melhores cobrando um preço muito menor

Um dos diferenciais do Echo Buds em relação aos demais fones de ouvido sem fio disponíveis no mercado é a sua elevada compatibilidade com a Alexa, permitindo que você controle aspectos específicos dos fones com os comandos de voz.

Com ele, é possível desativar o cancelamento de ruído ativo ou localizar os fones de forma simples, invocando a Alexa a qualquer momento, seja pelos próprios auriculares, seja pelo smartphone ou Echo Dot, ou qualquer dispositivo compatível.

Então, eu pergunto: pagar a partir de R$ 899 para fazer isso… vale realmente a pena pagar esse preço?

Na minha modesta opinião (que é o que realmente importa neste blog, que é meu), é óbvio que não. Eu posso viver muito bem sem esses recursos. Até porque eles estão presentes nos outros fones que já testei ao longo dos últimos meses. Só não dependem da Alexa para isso.

Eu entendo que invocar a Alexa é algo que se tornou muito mais prático para muita gente pelo uso dos dispositivos Echo nos últimos anos. Os produtos da Amazon se popularizaram muito, e este é o momento correto para um produto como o Echo Buds chegar ao mercado brasileiro, considerando especificamente o aspecto da popularidade.

Por outro lado, olhando para todo o resto, o Echo Buds é um produto que chega bem atrasado. E não falo isso considerando os produtos importados apenas. Falo também nos aspectos gerais das configurações.

Eu não consigo mais conviver com um fone de ouvido com autonomia para apenas cinco horas de uso por carga ou até 15 horas totais de uso com o case. Para mim, é algo muito limitante, especialmente pelo fato de usar DUAS UNIDADES do Samsung Galaxy Buds+, que me oferecem 22 horas totais de música por unidade.

Por isso, é difícil conviver com menos que isso.

 

 

 

Para quem é indicado o Amazon Echo Buds?

Para quem é fã incondicional dos produtos da Amazon e da Alexa. E, mesmo assim: eu sou apaixonado pelo assistente virtual com voz sexy que sabe tudo sobre a minha vida, mas nenhum amor do mundo me convence que vale a pena pagar a partir de R$ 899 (R$ 999 para carregar o case sem fio) em um produto que entrega menos que vários outros fones que tenho em casa.

Agora, se você tem o logo da Amazon tatuado em sua testa e possui fetiches sexuais secretos com Jeff Bezos, eu nem sei como você chegou até o final do post sem o forte desejo em me processar ou me assassinar. Se conseguiu, é uma vitória em sua vida.


Compartilhe
@oEduardoMoreira