Compartilhe

Estamos em agosto, e muitos de nós desejam que esse maldito ano de 2020 acabe o mais depressa possível. E é irônico pedir isso no mês mais longo do ano (pelo menos nos efeitos psicológicos).

Se não bastasse todos os problemas que estão acontecendo no mundo, as lives da Joelma (ex-Calypso) e os discursos autoritários que meia dúzia de idiotas querem chamar de “liberdade de expressão”, agora temos que encarar um mundo onde o “Chespirito Universe” simplesmente não existe.

Ah, você não sabe do que eu estou falando? Sem problemas! Eu explico: sabe o Chaves, o Chapolim Colorado, o Chespirito e todos os outros programas e personagens que muitos de nós passamos uma vida assistindo no SBT (e, mais recentemente, no Multi Show)?

Então… todas essas produções televisivas SIMPLESMENTE DESAPARECERAM no último final de semana.

E isso acontece antes dos 50 anos da primeira exibição na TV de um episódio de série com a assinatura de Roberto Gómez Bolaños.

 

 

 

Não é um treinamento, muito menos uma brincadeira

 

 

Desde 1 de agosto de 2020, todas as transmissões via TV da clássica produção mexicana foram suspensas em todo o planeta, pegando a todos os fãs de surpresa e, principalmente, ao SBT que, por 36 anos, transmitiu as séries de Roberto Gómez Bolaños no Brasil.

Na prática, Chaves, Chespirito, Chapolin Colorado e todos os seus personagens relacionados deixaram de existir no mundo.

Simplesmente desapareceram, como se Thanos tivesse dado o estalo.

A desolação é geral e irrestrita. As redes sociais foram inundadas com mensagens de revolta, indignação e lamentação.

Mas tudo tem uma explicação.

 

 

 

Por que Chaves desapareceu do planeta?

 

A resposta veio no Twitter, e envolve um motivo até simples, mas que faz parte de toda obra audiovisual na era comercial: os problemas dos direitos de autor e com a Televisa.

 

 

Os filhos de Roberto Gómez Bolaños, Roberto Gómez Fernández, e Graciela Gómez Fernández, foram até as redes sociais para confirmar a notícia e explicar o que está acontecendo. E deixam claro que todo o entrevero está acontecendo por causa da negociação sobre os custos dos direitos de transmissão com a Televisa, rede mexicana que redistribui essas séries para todo o mundo.

 

 

Resultado: o Chaves não desapareceu apenas no Brasil, mas em todos os países onde os direitos de transmissão da série estavam negociados. Vários canais da América Latina retiraram as séries de sua grade de programação, que foram substituídas por outros programas. Além disso, as produções também foram removidas das plataformas de streaming onde estavam disponíveis.

Ou seja, se o ano de 2020 já estava uma b*[email protected], ficou ainda pior sem o Chaves na televisão. Por mais que muitos de nós não damos mais muita bola para a série, saber que ela estava no ar era um conforto para o coração.

Agora, resta como alternativa os usuários que estão enviando os episódios extraídos de acervos particulares, seja em formato digital nativo ou via conversão a partir das fitas VHS. A única boa notícia disso tudo é que o cenário parece ser provisório, e a tendência é que a família de Roberto Gómez Bolaños e a Televisa vão entrar em um acordo que seja satisfatório para todas as partes envolvidas.

O mundo precisa do Chapolim Colorado para nos salvar de tempos tão difíceis como esses que vivemos nesse momento.

Fato.


Compartilhe