LG G6

A LG publicou os seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2017, e apesar de resultados gerais positivos (4% a mais de receita em relação ao mesmo período do ano passado), a divisão de smartphones está sofrendo, com um prejuízo de US$ 117 milhões.

Isso aconteceu (de acordo com a própria LG) principalmente pelas vendas de smartphones premium abaixo do esperado. Traduzindo: baixas vendas do LG G6, anunciado em abril.

O que aconteceu?

A LG acertou no LG G6. Abandonou o conceito modular do LG G5, foi um dos primeiros dispositivos entre os grandes fabricantes a contar com uma tela sem bordas, possui câmeras espetaculares e um acabamento premium. É um smartphone realmente excelente.

Mas… por que não vingou?

A Samsung tem muito a ver com isso.

 

 

As fortes vendas do Galaxy S8 e do Galaxy S8+ resultaram em receitas para a Samsung de US$ 3.7 bilhões, enquanto que a LG ficou com apenas US$ 2.39 bilhões no mesmo período.

O Galaxy S8 possui uma relação de tela superior, processador mais potente, recarga sem fio e um marketing muito eficiente e agressivo. É difícil competir com tudo isso.

A Samsung é muito respeitada no mundo mobile, e lançar o Galaxy S8 logo depois da chegada do LG G6 teve um forte impacto.

Também não ajuda o fato do LG G6 chegar em alguns mercados com especificações inferiores ao de outras regiões. No caso do Brasil, o seu preço inicial sugerido era o mesmo do Galaxy S8 (R$ 3.999), mas oferecendo menos nos seus aspectos técnicos.

Em resumo: ainda que o LG G6 seja um grande smartphone, com um preço atual bem mais atraente, ele foi eclipsado pelo Galaxy S8.

Esperamos que o LG V30 ajude a empresa na sua recuperação.